Seguir o O MINHO

Braga

Centro de vacinação de Braga apertado para tanta procura

Queixas de falta de distanciamento e espera de horas

em

O centro de vacinação de Braga não tem tido ‘mãos a medir’ com a afluência de utentes ao longo dos últimos dias. Na terça-feira, houve quem esperasse mais de duas horas para ser vacinado, levando ao descontentamento geral de quem ali estava. Outra situação reportada é a alegada “falta de espaço”, levando a que não seja cumprida a distância de segurança entre utentes.

O MINHO contactou a responsável pelo centro, a enfermeira Céu Ameixinha, que confirmou algum constrangimento, mas apontou-o como natural e consequência de dois fatores: estarem agora num espaço mais reduzido e a enorme afluência de utentes de fora do concelho ao regime Casa Aberta, que faz com que as pessoas fiquem mais tempo à espera da sua vez.

“Nós não mandámos ninguém para trás. Humanamente, isso não se faz, e como há vários centros de vacinação que estão fechados, vêm cá pessoas de outros concelhos, como é o caso de Fafe, Barcelos, Famalicão. Não os podemos mandar para trás”, reforça a responsável, adiantando, no entanto, que “a Câmara está a tentar ver uma solução”.

Refere-se, neste caso, ao pouco espaço disponível tanto para as equipas do ACES como para os utentes. “Os responsáveis da Câmara estiveram aqui esta manhã (quarta-feira) e vão tentar arranjar um espaço maior, porque na situação em que estamos não é bom para nós nem para os utentes”, adianta a enfermeira do ACES Braga.

A 07 de outubro, o centro de vacinação mudou de área dentro do Altice Forum, “consequência da desaceleração do processo de vacinação contra a covid-19”. Passou assim a funcionar em salas de apoio, e não no próprio pavilhão.

Ainda em relação às filas que se têm formado, Céu Ameixinha explica que a maior parte das pessoas que ali acorrem chegam sem marcação, procurando, e corretamente, o modelo Casa Aberta.

“A população tem que ser tranquilizada. Se existem estas filas é porque tem vindo muita gente para a Casa Aberta e não estamos a mandar ninguém para trás”, reforça.

Salienta ainda que, acima dos 65 anos, existe já um grande número de pessoas ali vacinadas, algumas vindas de fora da região Norte.

Revela também que os números de vacinação estão a ser idênticos aos contabilizados quando o centro se encontrava num espaço maior.

Esta tarde, o Bloco de Esquerda está reunido com os responsáveis do ACES Braga por causa deste assunto, informou aquele partido em comunicado enviado ao nosso jornal.

Populares