Seguir o O MINHO

Ave

Centro de nanotecnologia de Famalicão cria viseira anti-embaciamento

Covid-19

em

Foto: Ilustrativa / DR

O Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes (CeNTI), em Famalicão, está a desenvolver uma viseira de proteção individual reutilizável com propriedades antivíricas e anti-embaciamento, foi hoje anunciado.


O diretor de Operações do CeNTI, João Gomes, disse à Lusa que a viseira deverá estar pronta, no máximo, dentro de dois meses.

“Mas, se tudo correr bem, dentro de um mês poderá estar no mercado”, sublinhou.

Explicou que a ideia surgiu, desde logo, pela constatação das dificuldades decorrentes do embaciamento das viseiras.

“A viseira dá tanto mais proteção, quanto mais próxima ficar do rosto, mas quanto maior for a proximidade, maior é a probabilidade de embaciamento”, referiu.

Por isso, está a ser desenvolvida uma solução para a parte interior que combata o embaciamento. Já a parte exterior terá propriedades antivíricas.

O projeto conta com o apoio do Centro Clínico Académico de Braga e da Moldit, empresa que está a desenhar um molde para a viseira.

Segundo João Gomes, o objetivo é a “produção em massa”, também para exportação, nomeadamente para a América do Sul.

Além de ter um novo design, mais ergonómico, a viseira será “mais fácil de colocar” do que as tradicionais soluções, assegurando ao seu utilizador “maior conforto e segurança”.

A reutilização será também uma das suas principais vantagens, contribuindo para a sustentabilidade e proteção ambiental.

Esta é mais uma das iniciativas do CeNTI no combate à pandemia de covid-19.

Fundado em 2006, o CeNTI resulta de uma parceria entre as universidades de Aveiro, Minho e Porto e três entidades tecnológicas, nomeadamente Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal, o Centro Tecnológico das Indústrias do Couro e o Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel.

Tem atualmente uma equipa composta por mais de 100 colaboradores e está vocacionado para o desenvolvimento de novos produtos e soluções, tendo por base a nanotecnologia e os materiais funcionais e inteligentes.

Com uma forte ligação ao tecido empresarial, o CeNTI já participou em mais de 170 projetos com a indústria nacional e internacional e possui um portefólio de 67 pedidos de patentes ativas e 35 patentes concedidas.

Portugal entrou no dia 03 de maio em situação de calamidade devido à pandemia, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

Esta nova fase de combate à covid-19 prevê o confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância ativa, o dever geral de recolhimento domiciliário e o uso obrigatório de máscaras ou viseiras em transportes públicos, serviços de atendimento ao público, escolas e estabelecimentos comerciais.

Anúncio

Guimarães

Lar da Misericórdia em Guimarães com 24 utentes infetados

Covid-19

em

Foto: DR

O Lar Rainha D. Leonor, da Santa Casa da Misericórdia de Guimarães, conta com 24 utentes que acusaram positivo ao novo coronavírus e que estão numa ala expressamente criada para o efeito, anunciou hoje a Câmara.

Em comunicado, emitido após visita do presidente ao lar, a Câmara acrescenta que a instituição tem mais seis “boxes” para apoio em caso de necessidade de isolamento, numa articulação com a delegada de Saúde.

Segundo o comunicado, a situação de pandemia nos lares de idosos no concelho de Guimarães “está a ser seguida e controlada”.

No comunicado, o presidente da Câmara, Domingos Bragança, refere que a Proteção Civil municipal disponibilizou “todos os meios logísticos e até suporte financeiro que vier a ser necessário para que as respostas das estruturas de apoio aos idosos no concelho possam ser feitas de forma eficaz”.

O Lar Rainha D. Leonor acolhe 115 utentes.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,2 milhões de mortos e mais de 46,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.635 pessoas dos 149.443 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Continuar a ler

Guimarães

Faz hoje 17 anos que ‘nasceu’ a VMER de Guimarães. E já conta com 30 mil ocorrências

Viatura Médica de Emergência e Reanimação

em

Foto: Facebook de VMER de Guimarães

Foi a 03 de novembro de 2003 que a Viatura Médica de Emergência e Reanimação do INEM começou a operar em Guimarães.

Numa nota publicada na página dedicada à viatura, na rede social Facebook, é indicado que a VMER está “prestes a atingir a sua idade adulta”, com as “mais de 30 mil saídas” que já leva a serem prova da “maturidade”.

Destaque ainda para zero turnos de operacionalidade, ou seja, esteve sempre apta para socorrer a população do concelho e de municípios vizinhos, quando necessário.

Foto: Facebook de VMER de Guimarães

Face aos “tempos difíceis e complicados” para todos, a equipa da VMER decidiu assinalar o aniversário com a partilha de uma foto da viatura com o arco-íris como pano de fundo, numa esperança que tudo corre pelo melhor.

Continuar a ler

Ave

Celorico de Basto investe 452 mil euros para construir rotunda em Gandarela

Obras públicas

em

Foto: Facebook de Joaquim Mota e Silva

A vila de Gandarela vai ganhar “nova vida” com novas obras de arranjo urbanístico para a construção de uma rotunda, próxima à antiga escola primária, foi hoje anunciado.

Através de uma nota publicada nas redes sociais, o presidente da Câmara de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, refere que esta nova obra vai trazer, além do embelezamento do espaço envolvente, uma maior segurança rodoviária e pedonal.

De acordo com o autarca, este investimento ronda os 452 mil euros e já foi lançado o concurso público para poder avançar com a futura rotunda, uma obra há muito desejada pelos habitantes daquela vila.

Continuar a ler

Populares