Seguir o O MINHO

Atletismo

Centro de Atletismo de Famalicão pronto em 2020

Pista tem oito corredores e alberga 750 espectadores

em

Fotos: DR

O primeiro contacto dos atletas famalicenses com o futuro Centro de Atletismo, que está a nascer em terrenos municipais no lugar do Talvai, zona norte da cidade marcou os últimos dias do ano.

Com um investimento municipal que deverá se aproximar dos 2 milhões de euros, a infraestrutura será construída em duas fases, sendo que a conclusão da obra está agora apontada para 2020.

As associações do concelho com a modalidade de atletismo e vários atletas acompanharam o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, e o vereador do Desporto, Mário Passos, numa visita ao local, onde constataram a aproximação da conclusão da primeira fase das obras. Uma fase que acabou por tornar-se bastante mais demorada do que o previsto em virtude “da complexidade técnica para que as condições geológicas do terreno remeteram”, como explicou o vereador Mário Passos.

Neste momento, contudo, já é possível antever a forma e a localização precisa da pista de atletismo através dos muros de suporte construídos. O equipamento está a ser construída em estreita colaboração com as associações locais e com a Federação Nacional de Atletismo e, de acordo com os responsáveis, será “uma das melhores do país”.

Refira-se que a infraestrutura desportiva é composta por pista de atletismo e edifícios de apoio aos atletas e público, onde serão respeitadas as exigências técnicas do Instituto Nacional do Desporto, estando preparada para competições nacionais e internacionais, obedecendo aos requisitos de ordem técnica prevista no Regulamento da FIAA – Federação Internacional de Atletismo Amador.

A Pista de Atletismo é constituída por oito corredores em piso sintético, um campo interior em prado para a prática das diversas disciplinas do atletismo e uma área adjacente para lançamento de martelo, disco e pesos. Todas as modalidades poderão ser praticadas em horários noturnos pois existem 4 torres de iluminação. As bancadas foram redimensionadas para 750 e 350 espetadores, coberta e descoberta, respetivamente. O edifício de apoio à pista será constituído por dois pisos.

Do projeto global faz ainda parte a construção de um Centro de BTT, com um edifício de apoio de um piso e uma área de manutenção de bicicletas com equipamento adequado e localizado numa zona coberta. Na praceta que serve de receção ao centro de BTT está localizada uma pista de Pump Track que servirá de apoio à formação e iniciação do BTT bem como ao aperfeiçoamento da técnica.

Paulo Cunha realça mais uma vez a importância desta infraestrutura para a “democratização desportiva no concelho e para o fomento do desporto profissional em Famalicão, numa área onde já registamos grandes atletas”. Por outro lado, com esta obra “a Câmara consegue reabilitar uma zona até agora desocupada, que dará mais amplitude à cidade”.

Populares