Seguir o O MINHO

Braga

Centenária da Póvoa de Lanhoso soprou 101 velas

Augusta Faria nasceu a 10 de fevereiro de 1919

em

Foto: Divulgação / SCMPL

Augusta Anjos Faria, utente da Estrutura Residencial Para Idosos (ERPI) da Santa Casa da Misericórdia de Póvoa do Lanhoso, comemorou hoje o 101.º aniversário.


“Nesta comemoração realizou-se um almoço, onde a aniversariante muito bem disposta e atenta a tudo o que se passava à sua volta, que juntou no refeitório dezenas de pessoas, num convívio cheia de alegria e boa disposição pelo facto de ter alcançado os 101 anos de vida”, conta a Misericórdia numa nota enviada a O MINHO.

Foto: Divulgação / SCMPL

Após o almoço, utentes, dirigentes e funcionários da instituição cantaram os parabéns e brindaram à saúde da aniversariante.

Augusta dos Anjos Faria nasceu no dia 10 de fevereiro de 1919, na freguesia de Verim, no concelho de Póvoa de Lanhoso.

Sendo a mais velha de três irmãs, desde pequena ajudava os pais nos campos e frequentava a igreja, tendo feito parte do movimento Católico – Jocista.

Mais tarde, serviu a família Matos das Casas Novas de Verim, ora em Grândola, no Alentejo, ora em Verim.

Foto: Divulgação / SCMPL

“Não casou, não teve filhos, mas levou uma vida de dedicação ao próximo. Ajudou as irmãs, os sobrinhos e os primos. Uma pessoa querida por toda a família e pela comunidade”, conta a mesma fonte.

Ingressou no Lar de São José em 02 de Março de 2005, por vontade própria, “por considerar que a agilidade se vai perdendo, mas mesmo assim disposta a colaborar no que fosse preciso”.

Anúncio

Braga

GNR identificou dois suspeitos de furtos a cinco casas em Vieira do Minho

Crime

em

Foto: GNR

A GNR identificou dois homens, de 44 e 77 anos, suspeitos de furtos no interior de cinco residências, em Vieira do Minho, na quarta-feira, e recuperou diverso material.

Em comunicado, a GNR refere que a investigação começou em “em dezembro passado” com “origem em queixas apresentadas por furtos em residências”.

Após diligências, os militares da GNR identificaram os suspeitos e fizeram duas buscas domiciliárias nas quais recuperaram diverso material furtado: um tablet, um descodificador de sinal TDT, dois computadores, quatro máquinas de jogos, quatro auto rádios, quatro leitores DVD para PC, diversas ferramentas elétricas e pequenos eletrodomésticos, diverso material informático e equipamento de som.

Alguns bens furtados já foram restituídos aos proprietários.

Os suspeitos foram constituídos arguidos e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Vieira do Minho.

Continuar a ler

Braga

Covid-19: Mais um infetado e dez recuperados no concelho de Braga

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

O número de pessoas infetadas com o covid-19 no concelho de Braga era, às 18:00 desta quarta-feira, de 1.394, mais um do que na passada sexta-feira, a última vez que revelamos dados locais.

Já o número de óbitos manteve-se nos 74, contabilizando um óbito durante os últimos trinta dias.

Fonte do setor local da saúde revelou a O MINHO que o número de pessoas recuperadas, as que lutaram, com êxito, contra a covid-19, continua a subir, sendo agora 1.296, mais dez do que na passada sexta-feira.

Covid-19: Mais 3 mortos, 313 infetados e 293 recuperados no país

Estes dados são apurados por O MINHO junto de fonte local do setor da saúde e não coincidem com os divulgados pela Direção-Geral de Saúde, no qual Braga regista há várias semanas os mesmos 1.256 casos.

Desde o dia 01 de janeiro, Portugal registou 373.293 casos suspeitos, refere o boletim, adiantando que há 26.633 pessoas dadas como recuperadas, mais 251 do que na quarta-feira.

A pandemia de covid-19 já provocou quase 487 mil mortos e infetou mais de 9,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Continuar a ler

Braga

Termas do Gerês queriam abrir hoje mas não puderam porque falta vistoria estatal

Terras de Bouro

em

Foto: DR / Arquivo

A abertura das Termas do Gerês estava agendada para hoje, dia um de julho. Mas foi adiada porque “aguarda avaliação obrigatória da Direção-Geral de Energia e Geologia para poder funcionar em pleno”.

“Por razões de ordem administrativa, o Estabelecimento Termal do Gerês não se encontra ainda aberto ao público, ao contrário do que estava previsto”, adiantou, hoje, a empresa, em comunicado, no qual explica que a vistoria se deve a intervenções de qualificação de estruturas e equipamentos, tendo em conta as exigências da Direção-Geral de Saúde.

A administração – liderada por Rosário Van Zeller – manifesta, por isso, “a expectativa de que as autoridades competentes procedam no mais breve espaço de tempo à avaliação solicitada, tendo em conta as garantias da reconhecida excelência destas águas termais e do serviço e condições de operacionalidade desta estância”.

E a concluir, afirma: “Esperamos, assim, garantir o mais rapidamente possível o funcionamento das Termas do Gerês, de forma a satisfazer os reconhecidos interesses e expectativas de clientes, turistas, hoteleiros e toda a comunidade envolvente”.

Continuar a ler

Populares