Seguir o O MINHO

Ave

Celorico de Basto: Britelo com “novo” adro na Matriz

em

“Intervenção minimalista que pretende garantir maior conforto e segurança às pessoas”. É desta forma que Josquim Mota e Silva, edil de Celorico de Basto, dá conta do arranjo urbanístico na envolvente à igreja Matriz de Britelo.

“Hoje celebramos a valorização de um património que é de todos, um local de culto, uma zona que fomos habituados a frequentar e era preciso colocá-la mais bonita, mais bem arranjada e hoje, sentimo-nos contentes e satisfeitos pelo resultado e empenho de todos para o melhoramento deste espaço”, disse o presidente da Câmara de Celorico de Basto ontem, durante a inauguração do espaço.

Também o presidente da União de Freguesias de Britelo, Gémeos e Ourilhe, Agostinho Andrade, se mostrou agradado com a conclusão desta obra.

“Para a população de Britelo e para mim é um dia muito importante, porque no dia da festa do padroeiro temos a inauguração de um espaço tão desejado, que dignifica a terra, a nós e a quem nos visita. Foi uma obra concluída em tempo recorde pelo Município e, por isso, agradeço podermos celebrar a inauguração deste espaço, que muito nos enobrece, em simultâneo com o nosso padroeiro”, disse.

A obra agora inaugurada visou orientar a zona de circulação automóvel e definir claramente os lugares de estacionamento. A organização deste espaço, uma plataforma descendente no sentido da rotunda do nó de Britelo, dispõe agora de uma plataforma que acolhe o parque de estacionamento, delimitada no seu perímetro por um cordão verde, definido através de uma sebe de photínias.

As cotas da plataforma foram, no geral, mantidas como forma de garantir que o edifício religioso e o seu espaço exterior envolvente continue a ser percetível para quem passa na EN 210 (Variante), e seja ainda percetível desde a vila de Celorico de Basto.

Para além do novo arruamento de ligação à Quinta da Agra, onde estão definidos os percursos pedonais, o próprio desenho urbano da rua da Igreja foi revisto e melhorado, garantindo assim, na zona envolvente da igreja, percursos novos, amplos e confortáveis, que garantem também o acesso a pessoas com mobilidade reduzida.

Também o passeio contíguo à rua da Igreja, junto ao parque de estacionamento, foi convertido numa plataforma mais larga, uma vez que existe sempre nessa zona uma grande concentração de pessoas. A plataforma garante ainda o atravessamento de pessoas com mobilidade reduzida, através da introdução dos pavimentos táteis adequados ao efeito.

Os materiais utilizados na plataforma de estacionamento foram o cubo de granito, para garantir alguma dinâmica ao local.

Populares