Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

CDU de Viana mobiliza população para contestar encerramento da CGD de Darque

em

Foto: DR/Arquivo

A direção Regional de Viana do Castelo (DORVIC) do PCP manifestou-se hoje “frontalmente” contra o encerramento do balcão da Caixa Geral de Depósitos (CGD) de Darque e apelou à população para participar numa ação protesto marcada na quinta-feira.

“A CDU opõe-se frontalmente a este encerramento e apela a todas as pessoas para se manifestarem e marcar a sua presença num protesto junto ao balcão de Darque, na quinta-feira, pelas 10:30”, lê-se no comunicado hoje enviado por aquela força partidária.

Na sexta-feira, os representantes de nove freguesias de Viana do Castelo garantiram que “tudo” irão fazer para evitar o encerramento, no final do mês, do balcão de Darque da CGD, que serve 30 mil habitantes.

Hoje, a CDU sustentou ser da “maior importância preservar o balcão em funcionamento”, adiantando que a “concretizar-se o seu encerramento, serão largas centenas de clientes das nove freguesias que ficarão privadas deste serviço público”.

“O balcão da CGD de Darque tem um papel fulcral na descentralização dos serviços públicos, correspondendo também aos anseios e necessidades das populações afetadas, que serão forçadas a deslocar-se à cidade, com todos os transtornos e perdas de tempo que isso irá implicar nas suas vidas”, frisaram os comunistas.

Também a deputada do CDS-PP eleita pelo distrito de Viana do Castelo, Ilda Araújo Novo, informou hoje ter questionado o ministro das Finanças sobre o encerramento daquele balcão.

Ilda Araújo Novo quer saber “se o ministro confirma” o encerramento e “quais os critérios que presidiram a esta decisão”.

Segundo a deputada do CDS-PP, esta decisão “prejudica os cerca de 30 mil habitantes das freguesias de Vila Nova de Anha, União de Freguesias de Mazarefes e Vila Fria, Chafé, União de Freguesias de Geraz e Deão, União de Freguesias de Subportela, Deocriste e Portela Suzã, Vila Franca, São Romão do Neiva, Alvarães e Castelo do Neiva que usam aquele balcão”.

“Dada a dimensão da freguesia, em número de habitantes, e considerando que as freguesias confinantes também serão diretamente afetadas negativamente, torna-se incompreensível esta decisão. Tanto mais que surge em contraciclo com o desenvolvimento de Darque e de toda a margem esquerda do Lima, para cuja população, dada a falta de transportes regulares, a deslocação a Viana do Castelo será um transtorno”, sustentou.

Para Ilda Figueiredo, esta medida “além de prejudicar os habitantes de Darque que usam a CGD, deixa dúvidas sobre o destino dos funcionários do respetivo balcão”.

Hoje, os representantes das nove freguesias de Viana do Castelo que alegam ser prejudicadas por aquele encerramento informaram que, na terça-feira, às 17:00, irão entregar ao presidente da Câmara de Viana do Castelo, uma petição contra o fecho daquela agência.

Populares