Seguir o O MINHO

Alto Minho

CDS questiona governo sobre poluição de ribeiro em Ponte de Lima

Ambiente

em

Foto: Facebook de João Gonçalves Pereira / DR

O CDS questionou o Ministro do Ambiente e Ação Climática sobre descargas indevidas no Ribeiro de Crasto, em Serdedelo, Ponte de Lima, anunciou hoje o partido.

O deputado centrista João Gonçalves Pereira “quer saber que ações de fiscalização foram feitas pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) no sentido de identificar eventuais descargas indevidas, quantas já foram identificadas e com que consequências, se essas ações de fiscalização têm incluído as ETAR da zona e se o ministro pode confirmar que todas se encontram a funcionar em boas condições ou, pelo contrário, se estão subdimensionadas”.

O Grupo Parlamentar do CDS afirma que recebeu “denúncias sobre descargas num ribeiro público em Serdedelo, Ponte de Lima,, vulgarmente chamado de Ribeiro de Crasto, com alteração da coloração do caudal associado a um cheiro nauseabundo, típico de saneamento”.

A situação foi reportada pelo MOLIMA – Movimento para Defesa do Rio Lima, que, segundo o CDS, “terá alertado as autoridades competentes, nomeadamente a GNR”.

O grupo parlamentar do CDS diz que tem “vindo sistematicamente a questionar o Ministério do Ambiente e Ação Climática sobre episódios semelhantes de descargas poluentes, de norte a sul do país, sendo também várias as iniciativas legislativas apresentadas e aprovadas pela Assembleia da República, muitas vezes unanimemente por todas as bancadas, para que sejam tomadas medidas rigorosas e assertivas contra este tipo de crime ambiental”.

Populares