Seguir o O MINHO

Região

CDS quer saber quais são o efetivo e meios das forças de segurança em Famalicão, Barcelos e Esposende

Vaga de assaltos levou deputados a questionar Governo

em

Foto: DR

Os deputados do CDS-PP Telmo Correia, Vânia Dias da Silva e Nuno Magalhães estão preocupados com os níveis de criminalidade em Famalicão, Esposende e Barcelos, e o clima de insegurança que se vive nestas cidades.

Na pergunta dirigida ao Ministro da Administração Interna, os deputados querem saber qual é o atual efetivo das forças de segurança nos municípios de Famalicão, Barcelos e Esposende, e quais os meios de que dispõem, e se o Governo prevê algum reforço do efetivo das forças de segurança nestes concelhos, e para quando.

O Presidente da Câmara Municipal de Famalicão deu pública conta da sua preocupação com o clima de insegurança que se vive na cidade, em consequência de uma onda de assaltos a várias lojas comerciais, em noites consecutivas, bem como furtos a cidadãos e vandalismo em viaturas estacionadas na via pública.

Também há notícia, na semana passada, de que a referida onda de assaltos varreu igualmente os concelhos de Barcelos e Esposende: entre terça e quinta-feira da semana passada, de facto, foram registados cerca de 20 assaltos entre estes três concelhos, que atingiram lojas comerciais, padarias, cafés, sapatarias, gabinetes de arquitetura e até a Associação Comercial e Industrial de Famalicão.

De referir que, no Relatório Anual de Segurança Interna de 2017, o distrito de Braga é um dos que registam o maior número de participações: 20130 participações criminais registadas pelas forças de segurança em 2017 (menos 77 que em 2016).

“Não pode considerar-se desligado desta realidade o contínuo desinvestimento estatal na segurança dos portugueses, que leva a um decréscimo sistemático de efetivos na PSP e na GNR e na redução dos meios disponíveis para estas forças de segurança, e, em consequência, ao recrudescimento das atividades criminosas e do sentimento de insegurança”, referem os deputados no requerimento apresentado.

Anúncio

Ponte de Lima

Professor de Ponte de Lima condenado a cinco anos e meio de prisão por abusar das filhas

Arguido vai apresentar recurso para o Tribunal da Relação

em

Tribunal Judicial de Viana. Foto: Arquivo

Um homem de Ponte de Lima acusado de abusar sexualmente das duas filhas e de uma amiga foi, esta segunda-feira, condenado a uma pena de cinco anos e seis meses de prisão efetiva, e terá de indemnizar as três vítimas, num montante global de cerca de 30 mil euros.

O professor de 59 anos, que foi julgado à porta fechada no Tribunal de Viana do Castelo, respondia por 97 crimes de abuso, coação e importunação sexual.

Até ao momento, O MINHO, que ainda não teve acesso ao acórdão que justificou a pena hoje conhecida, apurou, junto de fonte próxima do processo, que o arguido irá recorrer da sentença para o Tribunal da Relação, pelo que irá aguardar em liberdade por novo julgamento em instância superior.

O homem estava divorciado da mãe das meninas e partilhava a guarda durante as férias, que era quando o pai alegadamente abusava das filhas, ambas menores na altura.

No entanto, os ataques terão começado antes do divórcio, em 2003, quando a filha mais velha, principal vítima do pai, tinha sete anos. A menina chegou mesmo a ser internada compulsivamente devido aos ataques de pânico que sofria, segundo avançou, em março, o Correio da Manhã. Uma amiga das jovens, então com nove anos, também terá sofrido uma tentativa de ataque, mas resistiu às investidas.

Os ataques terão continuado até 2016, quando a jovem revelou os atos à mãe.

O arguido foi então denunciado à Polícia Judiciária de Braga, mas nunca chegou a ser detido. Manteve-se, inclusive, a dar aulas.

Só quando foi conhecida a acusação do Ministério Público, é que o professor foi suspenso de dar aulas e do exercício das responsabilidade parentais.

Continuar a ler

Braga

Braga: Ambulância abalroada por condutor que não parou no sinal vermelho

Viatura ficou “muito danificada”

em

Foto: Arquivo

Uma ambulância do INEM dos Bombeiros Sapadores de Braga ficou “muito danificada”, esta segunda-feira à noite, na sequência de uma colisão provocada por um condutor que não terá parado num sinal vermelho.

Segundo O MINHO apurou, o incidente deu-se na Avenida do Estádio, cerca das 21:20, quando a ambulância se preparava para entrar no quartel, ali situado.

Apesar do aparato do choque e dos danos materiais, não há feridos a registar.

Continuar a ler

Região

Condutora de 50 anos detida com 1,35 g/l de álcool após acidente de viação em Famalicão

No domingo

em

Foto: Ilustrativa

A PSP anunciou hoje a detenção, em Famalicão, de uma mulher de 50 anos que acusou uma taxa de álcool no sangue de 1,35 gramas, após ter sido interveniente num acidente de viação.

Em comunicado, a PSP refere que a detenção ocorreu no domingo, pelas 18:30, numa rua daquela cidade.

A detida foi notificada para comparecer junto do Tribunal Judicial de Vila Nova de Famalicão.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares