Seguir o O MINHO

Região

CDS quer saber quais são o efetivo e meios das forças de segurança em Famalicão, Barcelos e Esposende

Vaga de assaltos levou deputados a questionar Governo

em

Foto: DR

Os deputados do CDS-PP Telmo Correia, Vânia Dias da Silva e Nuno Magalhães estão preocupados com os níveis de criminalidade em Famalicão, Esposende e Barcelos, e o clima de insegurança que se vive nestas cidades.

Na pergunta dirigida ao Ministro da Administração Interna, os deputados querem saber qual é o atual efetivo das forças de segurança nos municípios de Famalicão, Barcelos e Esposende, e quais os meios de que dispõem, e se o Governo prevê algum reforço do efetivo das forças de segurança nestes concelhos, e para quando.

O Presidente da Câmara Municipal de Famalicão deu pública conta da sua preocupação com o clima de insegurança que se vive na cidade, em consequência de uma onda de assaltos a várias lojas comerciais, em noites consecutivas, bem como furtos a cidadãos e vandalismo em viaturas estacionadas na via pública.

Também há notícia, na semana passada, de que a referida onda de assaltos varreu igualmente os concelhos de Barcelos e Esposende: entre terça e quinta-feira da semana passada, de facto, foram registados cerca de 20 assaltos entre estes três concelhos, que atingiram lojas comerciais, padarias, cafés, sapatarias, gabinetes de arquitetura e até a Associação Comercial e Industrial de Famalicão.

De referir que, no Relatório Anual de Segurança Interna de 2017, o distrito de Braga é um dos que registam o maior número de participações: 20130 participações criminais registadas pelas forças de segurança em 2017 (menos 77 que em 2016).

“Não pode considerar-se desligado desta realidade o contínuo desinvestimento estatal na segurança dos portugueses, que leva a um decréscimo sistemático de efetivos na PSP e na GNR e na redução dos meios disponíveis para estas forças de segurança, e, em consequência, ao recrudescimento das atividades criminosas e do sentimento de insegurança”, referem os deputados no requerimento apresentado.

Anúncio

Viana do Castelo

Detido por alegada tentativa de violação no Caminho de Santiago em Viana

em

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem de 78 anos suspeito de rapto e tentativa de violação, na zona de Viana do Castelo, de uma mulher estrangeira que percorria os Caminhos de Santiago, anunciou hoje aquela força policial.

Em comunicado, a PJ de Braga refere que os factos remontam a 12 de julho, tendo o suspeito sido detido na quarta-feira.

Segundo a PJ, o homem está “fortemente indiciado” pela prática de crime de rapto e violação na forma tentada.

O suspeito, com antecedentes criminais por crimes contra a liberdade sexual, vai ser presente à autoridade judiciária competente para aplicação das respetivas medidas de coação.

Continuar a ler

Ave

PJ detém evadido da cadeia que se passeava em carro de luxo em Fafe

Crime

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

A Polícia Judiciária (PJ) de Braga deteve, em Fafe, um homem que desde 2015 estava evadido do estabelecimento prisional em que cumpria pena por tráfico de droga, anunciou hoje aquela força.

Em comunicado, a PJ refere que, no momento da recaptura, o homem tinha em seu poder “avultada” quantia em dinheiro, que foi apreendida, “por suspeita de ser procedente de atividades ilícitas”, como tráfico de estupefacientes e branqueamento de capitais.

Acrescenta que o detido se deslocava num veículo de gama alta, de matrícula estrangeira, que foi igualmente apreendido.

Foram ainda apreendidos outros artigos de que era portador.

O detido foi entregue à Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, para cumprimento do remanescente da pena.

Quando se evadiu, o homem cumpria pena no Estabelecimento Prisional de Santa Cruz do Bispo, em Matosinhos, distrito do Porto.

Continuar a ler

Região

Militares de Braga e Viana colaboram na detenção de 11 suspeitos de tráfico de droga no Porto

Crime

em

Foto: DR / Arquivo

A GNR deteve 10 homens e uma mulher por alegado tráfico de droga nos concelhos de Amarante, Felgueiras e Marco de Canaveses, no distrito do Porto, anunciou hoje aquela força policial.

A operação policial, que decorreu na quarta-feira, permitiu apreender “11.880 doses de heroína, 6.915 doses de cocaína, seis balanças de precisão, 22 telemóveis e 28.154 euros em numerário”, segundo um comunicado da autoridade policial.

No âmbito da investigação criminal, que decorria há cerca de dois anos, foram realizadas dezenas de buscas em habitações, anexos e veículos.

Os militares apreenderam ainda um moinho, 13 viaturas, duas armas de fogo, diversas munições e 468 maços de tabaco sem estampilha.

Os suspeitos têm idades compreendidas entre os 21 e os 65 anos.

No decorrer da operação, informa a GNR, participaram cerca de cem militares dos comandos territoriais do Porto, Aveiro, Viana do Castelo, Vila Real e Braga e da Unidade de Intervenção.

Os detidos, já com antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime, vão ser hoje presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares