Seguir o O MINHO

País

CDS pede explicações ao Governo sobre desacatos entre adeptos de futebol no Porto

Apoiantes de adversários de SC Braga e Vitória

em

Foto: DR / Arquivo

O CDS-PP pediu hoje explicações ao ministro da Administração Interna sobre que medidas tomou ou vai adotar, incluindo o reforço de meios à PSP no Porto, depois dos desacatos entre adeptos de futebol estrangeiros na quarta-feira.

Numa pergunta escrita ao ministro Eduardo Cabrita, entregue hoje no parlamento, a líder parlamentar centrista questiona quais as medidas tomadas, ou a tomar, para evitar que “situações de violência urbana” como as registadas nos dois últimos dias no Porto “possam voltar a acontecer”.

A deputada, eleita pelo círculo do Porto, quer também saber se o executivo vai reforçar o número de agentes da PSP do Porto para “garantir um policiamento eficaz” e seja “devolvida a segurança urbana a todas as zonas da cidade”.

“Os desacatos registados nestes dois últimos dias no centro da cidade do Porto vêm reforçar o sentimento de insegurança dos cidadãos”, lê-se no texto da pergunta.

O CDS recorda que tem alertado para o sentimento de insegurança pública na cidade do Porto, assim como a autarquia, que “lamenta que os pedidos de reforço de meios na Área Metropolitana do Porto ‘não resultaram, até hoje, em qualquer ação visível por parte do Ministério da Administração Interna’”.

Adeptos ingleses e belgas envolveram-se em confrontos no Porto, durante o dia e a noite de quarta-feira, provocando danos numa esplanada, segundo informações fornecidas pela PSP na madrugada de hoje, quando ainda não se tinham efetuado quaisquer detenções, nem havia registo de feridos.

Segundo a mesma fonte, os confrontos ocorreram em vários locais do Porto, como as Galerias de Paris ou a zona dos Clérigos, tendo sido danificada uma esplanada.

A PSP do Porto deteve um adepto de futebol inglês e identificou 16 outros belgas por “participação em rixa e danos” em vários locais do Porto, na quarta-feira, dos quais resultaram vários feridos, segundo um comunicado da polícia.

A propósito destes desacatos, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, pediu hoje um reforço dos meios da PSP, instando o Ministério da Administração Interna (MAI) a abandonar “o negacionismo em que caiu”.

Hoje, a equipa belga Standard Liège vai defrontar o Vitória de Guimarães, enquanto os ingleses do Wolverhampton vão jogar contra o Sporting de Braga, em jogos a contar para a fase de grupos da Liga Europa em futebol.

Anúncio

País

‘Jackpot’ de 100 milhões do Euromilhões saiu em Portugal

Sorte grande

em

Foto: O MINHO

O primeiro prémio do concurso 005/2020 do Euromilhões, no valor de cerca de 100 milhões de euros, saiu a um apostador em Portugal, informou esta sexta-feira o Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

O segundo prémio, de 349.306,00 euros, contemplou quatro jogadores no estrangeiro, enquanto o terceiro prémio, no valor de 65.085,87 euros, vai ser entregue a cinco apostadores, nenhum deles em Portugal.

Já o quarto prémio, de 2.487,14 euros, contemplou 64 apostadores, sete dos quais em Portugal.

A chave vencedora do concurso 005/2020 do Euromilhões, sorteada esta sexta-feira, é composta pelos números 08 – 19 – 20 – 29 – 44 e pelas estrelas 03 e 08.

Continuar a ler

País

Os números do Euromilhões

Sorte

em

Foto: O MINHO

É esta a chave do sorteio do Euromilhões desta sexta-feira, 17 de janeiro: 8, 19, 20, 29 e 44 (números) e 3 e 8 (estrelas).

Em jogo para o primeiro prémio está um valor de 100 milhões de euros.

Continuar a ler

País

Iniciativa Liberal quer reduzir IVA da alimentação infantil

Orçamento do Estado 2020

em

Foto: Facebook

A Iniciativa Liberal (IL) apresentou duas propostas para reduzir o IVA da alimentação para crianças pequenas para 6% e para eliminar a limitação etária na dedução do IRS para famílias que tenham mais do que um filho.

De acordo com um comunicado sobre as propostas apresentadas pelo partido no âmbito da apreciação na especialidade da proposta de Orçamento do Estado para 2020, a Iniciativa Liberal propõe “reduzir o IVA da alimentação infantil”, passando a incluir estes produtos na tabela de bens e serviços essenciais e cuja taxa é de 6%.

O partido liderado por João Cotrim Figueiredo, também deputado único desta força política na Assembleia da República, defende que a proposta contribui para “uma maior inclusão de todos os produtos alimentares destinados a crianças” e também elimina a “injustiça de produtos com base em fruta e sem adições terem uma taxa mais elevada do que a própria fruta”.

A IL também pretende fazer alterações à proposta do Governo, liderado pelo socialista António Costa, de aumentar o valor das deduções no IRS a partir do segundo filho.

“O partido propõe que a dedução se aplique independentemente da idade do primeiro filho, retirando a limitação etária proposta [pelo Governo] de até três anos de idade“.

João Cotrim Figueiredo afirma que a proposta do partido “torna o incentivo efetivo” e anula a forma “artificiosa como o Governo pretende limitar o benefício” fiscal.

O executivo identificou “um problema real”, mas adotou “medidas pouco ambiciosas e pouco eficazes, aparentemente só para enganar os mais distraídos”, prosseguiu a IL.

A nota refere também que a Iniciativa Liberal vai apresentar outras propostas “com o objetivo de desagravar e simplificar outros impostos” e de resolver “problemas reais como a emigração jovem”.

Continuar a ler

Populares