Seguir o O MINHO

Aqui Perto

Catedral de Santiago e serviços do Caminho reabrem em julho

Covid-19

em

Foto: CM Ponte de Lima (Arquivo)

O Caminho de Santiago é reativado em 01 de julho, dia em que reabrirá a Catedral em Compostela.

A decisão foi concertada entre as autoridades autárquicas, eclesiásticas e a Comissão Organizadora do Jacobeu 2021.

No primeiro dia de julho reabrem os albergues da rede pública, a Catedral e o Centro Internacional de Acolhimento do Peregrino.

“Todos queremos que os peregrinos possam regressar o mais breve possível ao Caminho de Santiago, no entanto a prioridade absoluta é garantir a segurança para quem faz a rota e para os profissionais e voluntários que estão no seu dia a dia”, salientam as autoridades galegas.

No caminho português até Santiago faz falta o som dos passos de milhares de peregrinos

O Governo espanhol apresentou na terça-feira a proposta de decreto-lei com as medidas a adotar quando terminar o estado de emergência em vigor desde 15 de março, até 20 de junho, a chamada “nova normalidade”, esperando que esta seja aprovada pelo parlamento nos próximos dias.

A utilização de máscara vai continuar a ser obrigatória em Espanha depois de terminar o estado de emergência, como medida de proteção contra a covid-19, estando previstas penalizações até 100 euros contra os incumpridores.

O projeto regula a obrigação da utilização de máscaras para pessoas com 6 anos ou mais “em vias públicas, em espaços ao ar livre e em qualquer espaço fechado utilizado pelo público ou aberto ao público, desde que não seja possível garantir a manutenção” de uma distância de segurança física entre um metro e meio e dois metros.

O Governo espanhol autorizou a criação de corredores seguros para canalizar o turismo internacional, uma medida para testar e dar confiança à retoma de um dos setores mais importantes para Espanha e que foi um dos mais afetado pela pandemia de covid-19.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 406 mil mortos e infetou mais de 7,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (110.932) e mais casos de infeção confirmados (mais de 1,9 milhões).

Seguem-se o Reino Unido (40.597 mortos, mais de 287 mil casos), o Brasil (37.134 mortes, mais de 707 mil casos), a Itália (33.964 mortos, mais de 235 mil casos), a França (29.209 mortos, cerca de 191 mil casos) e a Espanha (27.136 mortos, mais de 241 mil casos).

Populares