Casas em Viana do Castelo ficaram mais caras 32% num ano

Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO / Arquivo


Os preços das casas em Portugal registaram uma subida homóloga de 5,3% em dezembro deste ano, para 2.561 euros por metro quadrado, tendo em conta o valor mediano, anunciou hoje o idealista.

Esta tendência verificou-se em quase todo o território português, já que as casas ficaram mais caras em 17 capitais de distrito, com Viana do Castelo a liderar as subidas (32,1%), refere o idealista em comunicado.

Seguem-se Funchal (20,9%), Santarém (15%), Ponta Delgada (13,2%), Faro (12,7%), Braga (12%), Bragança (10,6%), Viseu (9,8%), Guarda (9,3%), Castelo Branco (8,1%), Porto (6,5%), Leiria (6,1%), Lisboa (6,1%), Coimbra (6%), Setúbal (5,5%), Aveiro (0,8%) e Évora (0,6%).

Por outro lado, os preços apenas desceram em Vila Real (-8%) e Beja (-1,3%).

Lisboa continua a ser a cidade onde é mais caro comprar casa: 5.441 euros/m2. Porto (3.453 euros/m2) e Funchal (3.189 euros/m2) ocupam o segundo e terceiro lugares, respetivamente.

Seguem-se Faro (2.897 euros/m2), Aveiro (2.495 euros/m2), Setúbal (2.258 euros/m2), Évora (2.012 euros/m2), Viana do Castelo (1.889 euros/m2), Ponta Delgada (1.875 euros/m2), Coimbra (1.825 euros/m2), Braga (1.762 euros/m2), Leiria (1.414 euros/m2) e Viseu (1.402 euros/m2).

Já as cidades mais económicas são Guarda (807 euros/m2), Castelo Branco (863 euros/m2), Bragança (930 euros/m2), Beja (957 euros/m2), Vila Real (1.157 euros/m2) e Santarém (1.186 euros/m2).

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Mais de uma em cada três consultas hospitalares de psiquiatria fora do tempo no 1º semestre

Próximo Artigo

Mulher andava com soqueira na rua em Famalicão

Artigos Relacionados
x