Seguir o O MINHO

Região

Casas em Ponte de Lima e Barcelos entre as mais procuradas no país

De acordo com ranking do site Idealista

em

Foto: DR

Ponte de Lima é o segundo município do país procurado para comprar e Barcelos é o terceiro mais pesquisado para arrendar, segundo o recente ranking do site de imobiliário Idealista, nos últimos três meses de 2020.

No mercado de venda, a lista de procura é liderada por Alenquer com 4,1 pontos. Ponte de Lima (3,7), Santo Tirso (3,6) e Loures (3,5), completam o top quatro. Barcelos surge em 10.º (3,0).

Relativamente ao mercado de arrendamento, o município de Alenquer mantém-se em 1.º lugar do ranking com 28,1 pontos, seguido de Grândola (22,7) e Barcelos (18,1).

No entanto, embora estes sejam os municípios mais pesquisados, constata-se que tal não corresponde diretamente a um maior número de contactos no seguimento dos anúncios publicados pelo Idealista.

As casas anunciadas no Idealista que receberam mais contactos no período em causa, relativamente ao mercado de venda foram sobretudo em Loures (2,9 pontos). Vila Franca de Xira e Sintra (ambos com 2,8 pontos), que completam o top quatro. Aliás, nem Ponte de Lima, nem Barcelos aparecem no top 10 de maior número de contactos efetuados, quer para compra, quer para arrendamento.

O Idealista fez também a lista dos municípios em que é mais caro comprar casa, onde não consta nenhum concelho do Minho. A liderar a lista dos preços unitários (€/m2) mais altos surgem Lisboa e Cascais (Grande Lisboa). Mas é nos concelhos de Cascais e Loulé (Algarve) onde os imóveis anunciados para venda e arrendamento no idealista são mais caros.

Para realizar as diferentes classificações foi considerado, por um lado, o preço médio dos imóveis residenciais nos municípios com mais de 500 anúncios no idealista, o maior ‘marketplace’ imobiliário de Portugal, tanto para venda como para arrendamento, por metro quadrado (m2), entre outubro e dezembro de 2020, bem como o preço médio total das casas anunciadas.

“Além disso, com os dados de pesquisas feitos pelos utilizadores do idealista e com os contactos recebidos pelos anunciantes, é possível comparar zonas com uma procura muito diversa e heterogénea”, tal como explica a equipa de idealista/data em Portugal, detalhando que “o ranking foi realizado por pontos para tornar a perceção mais clara para o leitor, com dados do idealista/data”.

Populares