Seguir o O MINHO

Guimarães

Habitações de cariz social em Guimarães vão ter painéis solares e isolamento térmico

Investimento de três milhões

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

A câmara de Guimarães vai investir três milhões de euros na reabilitação energética de edifícios de habitação social com o objetivo de diminuir a “flutuação de temperatura” nos interiores, diminuindo os consumos de energia, anunciou hoje.

Em comunicado, a autarquia refere que os edifícios intervencionados serão os dos lotes da Habitação Social de Azurém, de Coradeiras, de Urgezes e de Mataduços, e que a obra compreende o “isolamento térmico das paredes exteriores, a substituição das caixilharias existentes por novas com vidro duplo, assim como isolamento térmico e revisão das impermeabilizações das coberturas”.

A intervenção terá o valor de 2.960.000 euros (mais IVA) e terá uma comparticipação financeira do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional no valor de 1.952.660 euros.

“Pretende-se uma menor flutuação das temperaturas interiores das edificações, tanto de inverno como de verão, diminuindo os consumos energéticos para aquecimento e arrefecimento dos espaços”, explica no texto a autarquia.

Os edifícios serão ainda providos de coletores solares térmicos, “por forma a fazer o aquecimento das águas sanitárias, contribuindo para a diminuição dos consumos energéticos para aquecimento das águas”.

As habitações sociais de Azurém e Urgezes serão ainda providas de sistemas solares fotovoltaicos, “por forma a abastecer eletricamente as zonas comuns dos edifícios”.

Populares