Seguir o O MINHO

Barcelos

Casal de arguidos na operação “Teia” negam que autarquia tenha pago viagens

Joaquim Couto e Manuela Couto

em

Foto: DR/Arquivo

O advogado de Joaquim Couto e Manuela Couto, arguidos da operação “Teia”, Nuno Brandão, negou hoje a suspeita de que o casal tenha viajado a expensas da Câmara de Santo Tirso, como sustenta a investigação da PJ/Porto.


Em declarações à entrada do Tribunal de Instrução Criminal (TIC) do Porto, onde desde sexta-feira os quatro detidos da operação estão a ser ouvidos pelo juiz de instrução Artur Guimarães, o advogado procurou desmontar as suspeitas lançadas ao político e à empresária.

Reportando-se às “alegadas viagens efetuadas pelo presidente da Câmara de Santo Tirso que se diz terem sido pessoais, mas a expensas do município”, Nuno Brandão afirmou já ter sido “apresentada prova documental que revela que a parte das viagens de caráter pessoal, sem caráter institucional, foi custeada pelos próprios e não pela câmara”.

As afirmações ocorrem no mesmo dia em que são noticiadas viagens do casal para diversos destinos, alegadamente a expensas da autarquia do distrito do Porto.

A empresária Manuela Couto e o presidente do IPO/Porto, Laranja Pontes, regressaram hoje ao TIC para o último dia de interrogatórios e a fixação das medidas de coação.

Ouvida na sexta-feira durante mais de três horas, Manuela Couto é administradora da W Global Communication, e já foi constituída arguida em outubro, no âmbito da operação Éter, relacionada com o Turismo do Norte, tendo pago uma caução de 40 mil euros para ficar em liberdade.

Antes, haviam sido interrogados os dois presidentes de câmara, Miguel Costa Gomes (Barcelos) e Joaquim Couto (Santo Tirso) sendo que para hoje sobra ainda o interrogatório ao presidente do IPO/Porto, Laranja Pontes, sendo que os quatro foram detidos na quarta-feira.

A operação “Teia” centra-se nas autarquias de Santo Tirso e Barcelos bem como no Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto e investiga suspeitas de corrupção, tráfico de influência e participação económica em negócio, traduzidas na “viciação fraudulenta de procedimentos concursais e de ajuste direto”, segundo comunicado da Diretoria do Norte da Polícia Judiciária, o órgão de polícia criminal que apoia o Ministério Público neste caso.

Nuno Brandão frisou também, sobre a atividade empresarial de Manuela Couto, que no processo em apreciação “já foi assumido por várias pessoas com responsabilidades decisórias neste processo que não se está a discutir nem a qualidade dos serviços, nem o preço dos serviços nem a efetividade dos serviços que foram prestados pelas empresas de Manuela Couto”.

Defendendo que “não se põe em causa que os serviços existiram, que foram prestados e eram de qualidade e adequados às necessidades e conforme aos preços que se praticam no mercado”, o advogado enfatizou que apenas estão em discussão “questões de caráter procedimental, formal e não de substância”.

“Portanto, não há aqui o depauperamento de dinheiros públicos a ser discutido neste processo”, disse.

Anúncio

Barcelos

Mulher em estado grave após colisão frontal em Barcelos

EN 205

em

Foto: DR

Uma mulher de 40 anos sofreu ferimentos graves na sequência de uma colisão entre duas viaturas ligeiras, esta noite de sexta-feira, na EN 205, em Barcelos.

Ao que apurou O MINHO, as duas viaturas colidiram frontalmente, por razões ainda desconhecidas, em frente ao restaurante Taberna O Manhoso, em Tamel São Veríssimo.

Para além da vítima grave, outros dois homens, de 40 e 45 anos, sofreram ferimentos ligeiros.

As três vítimas foram transportadas ao Hospital de Braga pelos Bombeiros de Barcelos, que estiveram no local com três ambulâncias, viatura de desencarceramento e uma viatura tática com dois elementos do comando.

A vítima grave foi acompanhada para o hospital pela equipa médica da VMER de Barcelos.

O Destacamento de Trânsito da GNR registou a ocorrência.

O alerta foi dado às 23:02.

Pelas 00:10 horas, o trânsito encontra-se condicionado para limpeza da via.

Continuar a ler

Barcelos

Intermarché de Barcelos abre na próxima quinta-feira com posto de combustíveis

Junto ao Estádio Cidade de Barcelos

em

Foto: Pedro Luís Silva / O MINHO

A inauguração do Intermarché de Barcelos vai realizar-se na próxima quinta-feira, 24 de setembro, anunciou hoje a empresa.

O hipermercado, localizado na Rua do Faial, freguesia de Vila Boa, junto ao Estádio Cidade de Barcelos, conta também com um posto de combustíveis.

Foto: Pedro Luís Silva / O MINHO

O Intermarché é a primeira insígnia do Grupo Os Mosqueteiros a atuar há mais de 40 anos por toda a Europa.

Em Portugal há mais de 20 anos, conta com mais de 240 pontos de venda, espalhados por mais de 180 concelhos, nos 18 distritos do país.

O grupo é dirigido diretamente por empresários independentes, que são donos e responsáveis, na íntegra, pela gestão de cada loja, e que beneficiam de um conjunto de estruturas comuns de vendas, logística, direção comercial, desenvolvimento e qualidade.

No caso de Barcelos, a gerência é a mesma dos hipermercados de Ponte de Lima e Prado (Vila Verde).

“Depois de Ponte de lima (15 anos) de Vila de Prado (4 anos) chegamos a Barcelos. A mesma qualidade, o mesmo serviço de excelência, o foco em si, o foco desta feita nos barcelenses, são para nós bandeiras inegociáveis”, lê-se no anúncio de abertura do Intermarché de Barcelos nas redes sociais.

Continuar a ler

Barcelos

Homem sofre queimaduras graves com soda cáustica em Barcelos

Transportado para o Hospital de S. João no Porto

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Um homem na casa dos 50 anos sofreu queimaduras graves quando manuseava soda cáustica, na tarde desta sexta-feira, na freguesia de Aguiar, concelho de Barcelos.

Ao que O MINHO apurou, a vítima estava a diluir soda cáustica com água e o líquido saltou-lhe para a cara e olhos.

O acidente deu-se na residência do homem, que foi transportado para o Hospital de S. João, no Porto, com ferimentos considerados graves.

O alerta foi dado às 15:03.

Os Bombeiros de Barcelos prestaram socorro com dois operacionais e uma viatura e tiveram o apoio da VMER de Barcelos.

Continuar a ler

Populares