Seguir o O MINHO

Famalicão

Casa das Artes de Famalicão chama a palco Luís Magalhães e Alissa Margunis

Pianista natural de Famalicão é acompanhado por violinista russa

em

Foto: Divulgação

A Casa das Artes, em Famalicão, acolhe, hoje, Luís Magalhães, o pianista natural de Vila Nova de Famalicão que regressa uma vez mais do país das gazelas – África do Sul, onde reside –, desta feita acompanhado pela vibrante “matrioska” sonora Alissa Margunis.


O palco do Grande Auditório do teatro municipal famalicense está preparado para acolher os dois músicos, para um espetáculo de finas sonoridades, marcado para as 18:30, acessível a todos os públicos e com um custo de cinco euros
O concerto apresenta dois músicos aclamados internacionalmente: a violinista Alissa Margulis e o pianista Luís Magalhães.

Alissa Margulis é enaltecida pelas suas atuações expressivas e emocionantes que lhe renderam um amplo reconhecimento artístico.

Luís Magalhães desenvolveu uma carreira internacional como pianista, a solo, ou como músico de câmara, além de se ter estabelecido como professor na Universidade Stellenbosch, em África do Sul.

O programa do concerto da Casa das Artes inclui: Dvorak: Four Romantic Pieces op. 75, com os andamentos: allegro moderato; allegro maestoso; allegro appassionato; e larghetto.

Segue-se Beethoven, com a Sonata no. 9 op. 47 ‘Kreutzer’, com os andamentos: adagio sostenuto. Presto; andante con variazioni; e finale. Presto.

É interessante e um elemento de coerência que Alissa Margulis, que leciona no Conservatório de Antuérpia, tenha escolhido representar Ysaÿe (Poème élégiaque in D minor, Op. 12), possivelmente o compositor violinista mais famoso de todos os tempos e, da Rússia natal de Alissa Margulis, a segunda sonata para violino de Prokofiev (Sonata No. 2 in D major op. 94), que coloca este compositor num lugar um pouco mais otimista do que em muitas das suas outras composições.

Anúncio

Ave

Mulher em estado grave após despiste de mota em Famalicão

EN 206

em

Foto: DR / Arquivo

Uma mulher de 37 anos sofreu ferimentos graves na sequência de um despiste de mota na EN 206, esta tarde de sábado, em Famalicão, disse a O MINHO fonte dos bombeiros. O acidente também causou ferimentos no condutor do motociclo.

O sinistro, com causas ainda por apurar, ocorreu cerca das 15:30 horas na Avenida de São Silvestre, em Requião, mobilizando as duas corporações de bombeiros daquela cidade.

O condutor do motociclo, um homem de 38 anos, acabou por sofrer ferimentos considerados “ligeiros”.

As vítimas foram transportadas para o Hospital de Famalicão.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Ave

Ferido grave após capotamento na A7 em Famalicão

Acidente

em

Foto: Bombeiros de Famalicão / Facebook

Um homem ficou gravemente ferido após a viatura onde seguia se ter despistado e capotado na A7, ao quilómetro 10,3, no sentido Famalicão – Vila do Conde.

Os Bombeiros Voluntários de Famalicão transportaram a vítima para o hospital de Braga.

Até ao momento não foi possível apurar a idade do ferido, mas segundo adiantou fonte da GNR a O MINHO trata-se de um idoso.

O alerta foi dado às 8:25.

A corporação de Famalicão mobilizou para o local sete operacionais e duas viaturas, tendo o apoio da VMER.

A GNR registou a ocorrência.

Notícia atualizada às 11h35.

Continuar a ler

Ave

Famalicão inaugura ‘monobloco’ em dia de aniversário da cidade

Dia da Cidade

em

Foto: Divulgação / CM Famalicão

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, foi o cicerone da sessão solene do Dia da Cidade, que se realizou esta quinta-feira à tarde, na entrada principal do Parque da Devesa, junto à estação rodoviária.

O espaço, um dos grandes cartões de visita da cidade, passou a ser simbolicamente chamado de Praça da Cidadania e ostentará como elemento de homenagem aos famalicenses o símbolo do concelho e a palavra Famalicão em monobloco.

Foto: Divulgação / CM Famalicão

Foto: Divulgação / CM Famalicão

Foto: Divulgação / CM Famalicão

Foto: Divulgação / CM Famalicão

Foto: Divulgação / CM Famalicão

Foto: Divulgação / CM Famalicão

Foto: Divulgação / CM Famalicão

Foto: Divulgação / CM Famalicão

Foto: Divulgação / CM Famalicão

Esta foi uma das formas que o município de Vila Nova de Famalicão encontrou para marcar o Dia da Cidade 2020, que se realizou realizou em circunstâncias muito especiais com uma grande homenagem coletiva do presidente ao território pela forma como Vila Nova de Famalicão soube reagir à pandemia da covid – 19.

“O que é justo este ano é medalhar todos os famalicenses”, disse o autarca aquando a apresentação da proposta para as comemorações do Dia da Cidade 2020.

“Os famalicenses deram e estão a dar uma resposta exemplar, não só ao nivel profissional – os profissionais da saúde, da segurança pública, os voluntários das corporações de bombeiros, mas também muitos profissionais de outras áreas, como a recolha do lixo, o setor alimentar, agricultores, indústrias e seus trabalhadores, transportadoras e seus motoristas de ligeiros e pesados, etc… -, mas também ao nível pessoal, pela forma como as pessoas souberam recolher-se ao confinamento familiar e sabem acatar as regras da DGS, ajudando desta forma a combater a propagação da covid 19”.

Continuar a ler

Populares