Carvalhal quer Braga a “levar a sério” jogo da Taça com Olímpico do Montijo

Taça de Portugal
Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

O treinador Carlos Carvalhal quer o Sporting de Braga a “levar a sério” e com “a máxima concentração” o jogo da quarta eliminatória da Taça de Portugal de futebol com o Olímpico do Montijo, do Campeonato de Portugal.

Os bracarenses, que vêm de uma vitória, na quinta-feira, sobre os ucranianos do Zorya Luhansk, por 2-0, que carimbou a passagem do clube aos 16 avos de final da Liga Europa, querem agora bater a equipa que milita no equivalente ao terceiro escalão do futebol português e passar à próxima eliminatória da Taça de Portugal.

Em declarações à televisão do clube, Carlos Carvalhal alertou para a motivação do adversário e frisou que a “receita” para este tipo de jogos com equipas de escalões inferiores é “levar o jogo a sério, com a máxima concentração”.

“As surpresas acontecem quando a responsabilidade é das equipas mais fortes e, em circunstância normais, essas equipas ganham o jogo, mas no futebol sabemos que não é bem assim, uma equipa pode dominar durante os 90 minutos e perder o jogo num contra-ataque”, começou por alertar.

“Normalmente, ganham as equipas mais focadas e concentradas. Como fizemos no Trofense [na eliminatória anterior, vitória por 2-1], fomos responsáveis, focados e conseguimos passar. Essa é a receita para estas situações, levar o jogo a sério, com a máxima concentração e encarar o adversário como encaramos o jogo passado frente ao Zorya”, disse.

Para Carlos Carvalhal, este será “o jogo mais importante para o Olímpico de Montijo, porque vai defrontar uma boa equipa da I Liga”.

“Para nós, é o jogo mais importante da nossa vida, porque é o próximo. Na atitude e na entrega, vamos estar ao nosso melhor nível e temos tudo a ganhar, estamos apostados em fazer um bom jogo amanhã [segunda-feira], com muito respeito pelo adversário”, afirmou.

O técnico notou que todos os anos acontecem surpresas na Taça de Portugal e que isso “tem a ver com a motivação de uma equipa e o desfocar de outra”, que “leva a que os jogos fiquem mais equilibrados”.

“Nós temos essa consciência, os jogadores estão alertados, sinto a equipa forte, o nosso jogo com o Zorya foi a confirmação que eu não tenho segundas escolhas, mas sim jogadores do Sporting de Braga que estão aptos a jogar em qualquer circunstância, todos os jogadores estão prontos, inclusive os miúdos dos sub-23 e da equipa B também estão preparados para competir”, afirmou.

O técnico não pode contar com David Carmo, castigado, nem com os lesionados Moura, Rui Fonte e Gaitán.

Sporting de Braga, quarto classificado da I Liga, e Olímpico do Montijo, 10.º da série G do Campeonato de Portugal, defrontam-se a partir das 20:15 de segunda-feira, no Estádio do Jamor, em Oeiras, jogo que será arbitrado por Gustavo Correia, da associação do Porto.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Presidente da Câmara de Guimarães (PS) apoia Marcelo Rebelo de Sousa

Próximo Artigo

Ambientalistas acusam Governo de ignorar vontade dos cidadãos

Artigos Relacionados
x