Carteiros dos CTT usam fardas recicladas na UMinho

Projeto em parceria com a To Be Green
Foto: CTT / Arquivo

Os CTT – Correios de Portugal, em parceria com a To Be Green, ‘spin-off’ da UMinho, tem já no terreno um projeto de confeção de coletes de distribuição totalmente reciclados.

Como explicam os CTT, os coletes integram fibra reciclada pós-consumo no tecido principal, proveniente dos uniformes antigos.

Ao todo, foram já confecionados 200 coletes a partir de 1,2 toneladas de resíduos têxteis – aproximadamente três mil artigos.

O ‘novo’ produto está a ser testado em cinco Centros de Distribuição Postal dos CTT (Vila Real, Cantanhede, Portalegre, Torres Vedras e Odemira).

“A Sustentabilidade é, para os CTT, um tema de enorme importância e o desenvolvimento deste tipo de iniciativas inovadoras, que promovem a otimização de recursos e um impacto positivo no planeta e nas comunidades, fazem parte integrante do caminho que a empresa se propôs tomar até 2030. Incentivamos, diariamente, à contribuição ativa de todos os colaboradores para o programa de responsabilidade social e ambiental”, refere a diretora de Sustentabilidade dos CTT, Maria Rebelo.

De acordo com a empresa de distribuição, ao nível do impacto ambiental do projeto, evitou-se que os uniformes fossem enviados para aterro ou incineração, o que resultou numa “poupança de emissão de 1,4 toneladas de CO2 e numa poupança no consumo de água de cerca de 2,3 mil metros cúbicos, caso os coletes fossem produzidos em algodão virgem orgânico ou convencional”.

“Os CTT têm uma meta declarada de incorporar materiais reciclados e/ou reutilizados em todos os produtos da sua oferta até 2023, com uma meta intercalar de 80% até ao final de 2025. Neste momento, cerca de 87% dos produtos de correio, expresso e encomendas dos CTT já incorporam materiais reciclados ou reutilizados”, nota a empresa, em comunicado.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Miguel Albuquerque vai ser indigitado como presidente do Governo Regional da Madeira

Próximo Artigo

Incêndio em Arouca obriga a evacuar passadiços do Paiva

Artigos Relacionados
x