Carteiro português na Suíça roubou 44 encomendas e vendeu-as para França com 40% de desconto

Foi apanhado e condenado a seis anos de prisão

Um carteiro português foi condenado na Suíça a seis anos de prisão, com pena suspensa, por alegadamente ter furtado 44 encomendas que vendeu, ao invés de as entregar aos legítimos destinatários. Terá justificado os atos com “dificuldades financeiras”.

Segundo o jornal 20 Minutes, o português, de 31 anos, terá furtado um total de 36 mil francos em equipamentos, estando por isso acusado dos crimes de furto e violação de sigilo postal.

O Tribunal de Friburgo entendeu condenar o homem a seis anos de cadeia, mas suspendeu-lhe a pena, por este não ter antecedentes criminais.

O jornal La Liberté, por sua vez, revela que a maior parte das encomendas furtadas continham telemóveis e outros equipamentos de telecomunicação. O português aproveitava a amizade com um receptador em França para lhe vender os produtos por um preço 40% abaixo do recomendado, ganhando, assim, 60% do lucro obtido com os roubos.

Após investigação das autoridades judiciais, o português acabou por ser surpreendido em casa por uma operação policial que resultou na sua detenção e confissão dos fatos perante os inspetores de polícia.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Bailarino de Braga volta a ser príncipe Quebra-Nozes num dos principais palcos europeus

Próximo Artigo

Perto de meia centena de professores protestou à chuva em frente à Câmara de Viana

Artigos Relacionados
x