Seguir o O MINHO

Cabeceiras de Basto

Carro cai de ravina de 50 metros em Cabeceiras de Basto e ocupantes ficam com ferimentos ligeiros

Três residentes na zona da Figueira sa Foz

em

Foto: DR

Três pessoas ficaram feridas na tarde deste sábado após um despiste seguido de uma queda de 50 metros na freguesia de Rio Douro, Cabeceiras do Basto.


Os ocupantes do veículo, residentes na zona da Figueira da Foz, seguiam na direção do troço de Cabeceiras de Basto do Rali de Portugal, segundo o Jornal de Notícias.

O carro entrou em despiste e caiu numa ravina de cerca de 50 metros. Os ocupantes, um deles menor de idade, foram retirados do veículo por populares e foram encaminhados para o Hospital de Guimarães com ferimentos ligeiros.

No local estiveram meios dos Bombeiros Cabeceirenses e de Salto. A GNR tomou conta da ocorrência.

Anúncio

Ave

Cabeceiras de Basto com risco máximo de incêndio

IPMA

em

Foto: Ivo Borges / O MINHO (Arquivo)

Cabeceiras de Basto é um dos nove concelhos do país que apresentam esta quinta-feira risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em risco máximo estão os concelhos de Cabeceiras de Basto (Braga), Chaves, Valpaços (Vila Real), Mirandela, Alfândega da Fé, Mogadouro, Torre de Moncorvo, Freixo de Espada à Cinta (Bragança) e Figueira de Castelo Rodrigo (Guarda).

O IPMA colocou também em risco muito elevado de incêndio vários concelhos dos distritos de Viana do Castelo, Braga, Vila Real, Bragança, Porto, Aveiro, Viseu, Guarda, Coimbra, Leiria, Santarém, Castelo Branco e Portalegre.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo.

Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Continuar a ler

Ave

Cabeceiras de Basto prepara remoção de amianto em quatro escolas

Fundos comunitários

em

Foto: Ilustrativa / DR

A Câmara de Cabeceiras de Basto vai dar início ao processo de substituição de coberturas de fibrocimento (amianto) em quatro escolas e jardins-de-infância do concelho ao abrigo do programa nacional, anunciou aquela autarquia.

A autarquia refere que as intervenções vão decorrer na Escola Básica do Arco de Baúlhe, na Escola Básica e Jardim de Infância da Ferreirinha, em Cavez, a Escola Básica e Jardim de Infância da Faia e a Escola Básica e Jardim de Infância de Pedraça.

A câmara explica que está a “preparar uma candidatura para submeter ao aviso denominado “Remoção de fibrocimento nos edifícios escolares'”.

Acrescenta que “os custos financeiros destas intervenções serão assumidos integralmente por fundos comunitários, no norte do país através do Programa Operacional Regional Norte 2020”.

Continuar a ler

Ave

Manuel António Teixeira é o candidato do PSD à Câmara de Cabeceiras de Basto

Manuel Sá Nogueira encabeça lista à Assembleia Municipal

em

Foto: Divulgação / PSD Cabeceiras de Basto

Manuel António Teixeira vai ser o candidato do PSD à Câmara de Cabeceiras de Basto nas autárquicas de 2021.

A decisão foi ratificada no passado sábado, ficando também decidido que o cabeça de lista à Assembleia Municipal será Manuel Sá Nogueira.

“São duas apostas fortes, de um renovado e fortalecido Partido Social Democrata e que encarnam o espírito de mudança que se pretende para o nosso Concelho”, referem os sociais-democratas em comunicado.

O candidato à Câmara expôs algumas das ideias para a dinamização do concelho, nomeadamente, “uma aposta forte na Indústria, um olhar mais sério e verdadeiramente diferenciador para o Turismo e a Agricultura”.

Relembrou também “o abastecimento de água e o saneamento básico que, em pleno século XXI não chegam, ainda, a uma parte considerável dos nossos conterrâneos”.

Em nota de imprensa, o partido diz que o candidato “comprometeu-se em contribuir para que em Cabeceiras se possa, de novo, respirar Liberdade! Concordar ou discordar, mas poder fazê-lo sem temer represálias do poder instalado”.

Manuel Sá Nogueira, candidato à Assembleia Municipal, segundo o comunicado, “fundou a sua decisão de assumir este combate no Amor que nutre por Cabeceiras e na vontade indómita numa mudança que se impõe. Manifestou a convicção forte – sua e dos Cabeceirenses – de que é urgente vencer a incompetência, a mentira e o medo que têm vindo a ganhar terreno num poder que se perpetua há um quarto de século, que tem acumulado decisões erradas e que tem virado as costas a Cabeceiras e aos Cabeceirenses”.

Continuar a ler

Populares