Seguir o O MINHO

Futebol

Carlos Carvalhal quer SC Braga “ao melhor nível” para bater Paços de Ferreira

Taça da Liga

em

O treinador Carlos Carvalhal quer o SC Braga “ao melhor nível” para vencer o Paços de Ferreira, na quinta-feira, na segunda jornada do grupo C da Taça da Liga de futebol, um jogo com “características de final”.

Nos últimos dez anos, o SC Braga venceu por duas vezes a Taça da Liga e esteve em quatro finais, mas questionado sobre se é obrigação da equipa estar presente na ‘final four’, em Leiria, em janeiro do próximo ano, Carlos Carvalhal disse que, “no futebol, a obrigação é lutar sempre pelos três pontos e tentar vencer cada jogo”.

“Não vendo ilusões, vivo da realidade e do dia a dia”, disse.

No primeiro jogo do grupo, o Boavista venceu o Paços de Ferreira por 2-1, pelo que aos pacenses só a vitória interessa para uma eventual passagem à fase seguinte, já que as equipas só se defrontam uma vez (só realizam dois jogos).

“Temos de estar ao nosso melhor nível para conseguir vencer o Paços de Ferreira, que é uma equipa muito competitiva e difícil de ser batida. Vimos de uma sequência de jogos significativa, mas contamos estar ao nosso melhor nível para conseguir vencer este jogo que tem características de final porque não há grande margem de erro”, disse.

Para a receção aos pacenses, Carlos Carvalhal garantiu que vai lançar os jogadores que estiverem “em melhores condições”, sendo que Piazon e Tormena, lesionados, ficam de fora.

“Não vamos fazer alterações por fazer ou dar oportunidades por dar, joga quem está a 100 por cento. Temos feito substituições mais cedo do que no passado precisamente para ter os jogadores frescos e não chegarem ao ‘vermelho’”., explicou.

O treinador quer dar continuidade aos três triunfos consecutivos dos minhotos (Taça de Portugal, Liga Europa e campeonato), tendo destacado a melhoria defensiva da equipa (não sofre golos há três jogos), mas considerou que pode elevar os níveis de eficácia ofensivamente.

“Há muitas coisas para melhorar, não é por termos ganhado três jogos seguidos que entendemos que não há nada para melhorar”, disse.

Vitinha foi o ‘herói’ da difícil vitória (1-0) em Barcelos ao marcar o único golo diante do Gil Vicente e, para o técnico, o jovem avançado, com “características diferentes”, está ao nível dos outros dois, Abel Ruiz e Mario González.

“É o melhor elogio que posso fazer ao Vítor, está a competir com eles e está ao nível deles”, disse.

O SC Braga teve dificuldades em ter a bola em Barcelos, mas o treinador imputa responsabilidades mais ao coletivo do que apenas ao meio-campo, frisando também o mérito do Gil Vicente.

“Bloqueou-nos as saídas para o ataque, foi muito agressivo nesse momento e ganhou a bola muitas vezes. Também fizemos isso na primeira parte, mas houve um período em que fomos mais submissos, depois soubemos fechar a equipa e há jogos que se ganham assim”, defendeu.

SC Braga, segundo classificado do grupo C, ainda sem nenhum jogo realizado, e Paços de Ferreira, terceiro e último, com zero pontos, defrontam-se a partir das 20:15 de quinta-feira, no Estádio Municipal de Braga, jogo que será arbitrado por Hélder Malheiro, da associação de Lisboa.

Populares