Capital de risco investe 6,4 milhões em empresa de carnes de Famalicão

Campicarn

A Campicarn, de Famalicão, foi a primeira empresa a receber fundos do Programa Consolidar, lançado no ano passado pelo Banco Português de Fomento, através de um investimento de mais de 6,4 milhões de euros da sociedade de capital de risco Growth Partners Capital.

Segundo o jornal Eco, que avança a notícia, o investimento foi realizado pelo fundo III – Growth Iberia na CampI&D, que pertence ao grupo de Famalicão que se dedica ao comércio de carnes e gado vivo, com mais de 30 anos de existência.

Com 181 trabalhadores, a Campicarn registou um volume de vendas de 96,9 milhões de euros em 2021, um crescimento de quase 13% em relação a 2020. Fechou aquele ano com lucros de 2,4 milhões de euros, de acordo com a base de dados de empresas InformaDB.

“Com este acordo, vamos a ajudar a empresa a atingir os seus objetivos de crescimento e de afirmação como uma referência no setor, que é o que tentamos fazer com todas as empresas do nosso portefólio, nomeadamente ao nível da expansão Ibérica”, destaca José Maria Cantero, presidente da Growth Partners Capital, citado num comunicado.

A CEO do Banco de Fomento, Ana Carvalho, vê “com satisfação” a concretização do primeiro investimento do Consolidar: “É nossa expectativa e pretensão que muitos mais investimentos se concretizem a curto prazo”.

A Growth Partners Capital foi uma das 14 sociedades de capital de risco selecionadas para gerir fundos de 500 milhões de euros do Programa Consolidar, um dos programas de investimento do Fundo de Capitalização e Resiliência (FdCR), gerido pelo Banco Português de Fomento e criado no contexto do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para capitalizar e expandir pequenas e médias empresas, além de ‘midcaps’.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Costa diz que realidade da economia portuguesa tem superado as perspetivas do FMI

Próximo Artigo

Lula da Silva no parlamento no 25 de Abril (mas fora da sessão solene)

Artigos Relacionados
x