Seguir o O MINHO

Alto Minho

Digressão nacional de cantora e atriz de Twin Peaks passa quinta-feira por Arcos de Valdevez

em

Chrysta Bell. Foto: DR

A cantora e atriz Chrysta Bell, que se notabilizou na série “Twin Peaks” como agente do FBI, apresenta-se na quarta-feira no Teatro Académico Gil Vicente (TAGV), em Coimbra, para arranque de digressão nacional, que irá passar, também, por Arcos de Valdevez.

O concerto na vila do Alto Minho será na próxima quinta-feira, na Casa das Artes, e tem início às 22:00 horas. Os bilhetes custam cinco euros.

“A cantora, modelo e atriz Chrysta Bell, conhecida pelo seu papel na nova temporada da série Twin Peaks, como agente do FBI e também pela parceria musical com o seu autor, o cineasta e músico David Lynch, apresenta-se em Portugal com o seu novo álbum ‘We dissolve’, gravado em Bristol e produzido por John Parish, vencedor de um Mercury Prize”, diz o TAGV.

Cruzamento de pop, rock e jazz com influências de soul e atmosferas dramáticas, “We dissolve” “mistura o lado mais negro de Chrysta Bell com a sua vertente sensual, criando um efeito hipnótico, para que terão contribuído convidados com Adrian Utley, dos Portishead, o teclista dos Yes, Geoff Downes, e o guitarrista Stephen O’Malley, dos Sunn O)))”.

“Tanto o figurino, através dos elementos de performance e os próprios artigos cénicos do palco, contam para que o concerto tenha um caráter hipnótico. Com o uso de multimédia e luzes, Chrysta Bell cria uma atmosfera muito própria que é o diferencial de suas apresentações”, reforça o TAGV.

A informação acrescenta que no “alinhamento do concerto é de esperar que Chrysta Bell revisite ‘This Train’, o seu álbum de estreia, em 2011, escrito e produzido por David Lynch, com quem voltou a produzir em 2016, ‘Somewhere in the nowhere’”.

A digressão de Chrysta Bell passa por Coimbra, Arcos de Valdevez, Ovar e Torres Novas, de quarta-feira a sábado.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Alto Minho

Despiste de motociclo pesado na A3 em Paredes de Coura faz ferido grave

Transportado para o Hospital de Viana do Castelo

em

Foto: DR

Um ferido grave foi o resultado de um despiste de um motociclo pesado na zona de Romarigães, concelho de Paredes de Coura, no sentido norte/sul, avançou à Lusa fonte dos bombeiros de Valença.

Em declarações à Lusa, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Valença, Miguel Lourenço, explicou que o ferido grave, um homem de 42 anos, foi transportado para o Hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo.

O despiste do motociclo pesado, cujo alerta foi dado cerca das 13:45, ocorreu na autoestrada A3, ao quilómetro 90, que liga o Porto a Valença.

No local esteve uma ambulância dos bombeiros, uma viatura de Suporte Imediato de Vida (SIV) de Valença, bem como a Brigada de Trânsito da GNR de Ponte de Lima e a Brisa, concessionária daquela autoestrada.

Continuar a ler

Alto Minho

Colisão entre ambulância e carro faz três feridos em Ponte da Barca

No começo da tarde

em

Foto: DR/Arquivo

Uma colisão registada hoje entre uma ambulância e uma viatura ligeira em Ponte da Barca provocou três feridos ligeiros, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorros (CDOS) de Viana do Castelo.

“Temos uma colisão registada às 12:46, na Rua de Santo António, em Ponte da Barca, qual está envolvida uma ambulância e um veículo ligeiro” e da qual resultaram “três feridos leves”, avançou fonte do CDOS de Viana do Castelo, explicando que os feridos ligeiros estavam na viatura.

Na ambulância seguia o condutor e o tripulante e ficaram ilesos, acrescentou a mesma fonte.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Obra parada no centro de Ponte de Lima causa insatisfação de comerciantes

No Largo de Camões

em

Foto: Porto Canal

Alguns comerciantes de Ponte de Lima estão insatisfeitos com uma obra parada no Largo de Camões, no centro da vila, por tirar a visibilidade e atrapalhar os negócios.

Na origem do descontentamento está a estrutura de contenção de um prédio que está em obras, mas a requalificação está interrompida. A vistoria de cerca de um ano atrás verificou que há risco de derrocada do edifício, segundo explica o Porto Canal em reportagem publicada esta sexta-feira.

Segundo os comerciantes, os visitantes não passam pela rua, nem passam pelo local, e as quedas de faturação chegam aos 20%.

Um dos inquilinos do prédio moveu uma acção judicial contra o empreiteiro e proprietário do imóvel.

A autarquia diz que está atenta à situação dentro do que são as suas competências, e que está a fazer uma abordagem do ponto de vista jurídico de como o Município poderá intervir na situação.

Continuar a ler
Anúncio

ÚLTIMAS

Reportagens da Semana

EM FOCO

Populares