Seguir o O MINHO

Braga

Candidato em Braga entrega assinaturas e oferece chouriços e azeite no Tribunal

Eleições autárquicas 2021

em

Foto: Arquivo

O candidato independente à Assembleia da União de Freguesia de Maximinos, Sé e Cividade, João Seco Magalhães, apresentou hoje, ao princípio da tarde, a sua lista às próximas eleições autárquicas, acompanhada de 655 assinaturas de apoio.

De acordo com o candidato, é a primeira lista de um grupo independente a uma União de Freguesias no concelho de Braga.

Em comunicado enviado à imprensa, Seco Magalhães aponta uma situação inusitada, quando tentou “fazer uma surpresa aos funcionários do Tribunal Cível de Braga”. Como já vem sendo a sua marca ao longo dos anos na política, ofereceu uma garrafa de azeite e uma chouriça, mas os funcionários não aceitaram, invocando questões legais para rejeitar este “gesto de boa vontade”.

A comitiva era constituída pelo candidato e os seus mandatários (Helena Correia e Joaquim Vilaça, da candidatura e das finanças, respectivamente) que após as formalidades, regressaram à sede na Rua Cruz de Pedra, 143, em Maximinos.

A lista de João Seco Magalhães obteve, em 2017, quase dois mil votos (27,1 por cento), ficando a trezentos votos da lista vencedora, liderada por Luís Pedroso, que volta a ser candidato pelo PSD/CDS/PPM para a Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade.

Natural de Maximinos, João Seco Magalhães estudou na Escola Carlos Amarante e no Colégio Dom Diogo de Sousa. Depois de cumprir o serviço militar, durante seis anos, dedicou-se ao comércio de azeite. Entre 2001 e 2013 exerceu o cargo de presidente da Junta de Freguesia de Maximinos, tendo como prioridades a área social e o ambiente.

Apresenta-se com larga experiência que considera uma “inegável mais valia para enfrentar e ajudar a resolver os problemas da vida dos seus concidadãos” e define-se como um “homem de palavra e de trabalho”.

O movimento Servir Maximinos, Sé e Cividade assume o compromisso de “centrar as suas ações no serviço, atendimento e resolução dos problemas das pessoas e instituições sociais, culturais e recreativas, fortalecendo ainda o voluntariado e a formação, entendendo que trabalhando em articulação conseguiremos atingir os melhores resultados”.

A área social e ambiental será prioritária na atuação do movimento Independente Servir Maximinos Sé e Cividade e a “nossa experiência é uma mais valia para enfrentar, ajudar e cooperar na resolução dos constrangimentos da vida das pessoas que aqui vivem”.

Segundo fonte do Tribunal Cível de Braga, já foram apresentadas mais duas candidaturas de Independentes no concelho de Braga, para as freguesias de Pedralva e União de Lomar e S. Paio d’Arcos.

Populares