Seguir o O MINHO

Alto Minho

Candidato do PS passa a vereador do PSD e vice-presidência roda em Ponte da Barca

em

Foto: Divulgação / CM Ponte da Barca (Arquivo)

O presidente da Câmara de Ponte da Barca anunciou hoje a nomeação de um dos três vereadores do PS como vereador a meio tempo na maioria PSD e a introdução de rotatividade na vice-presidência.

O autarca social-democrata comunicou hoje ao executivo municipal, na primeira reunião ordinária de 2019 da autarquia, o despacho que proferiu de “redistribuição de funções”, garantindo que o “reforço da equipa”, com a entrada em funções, a meio tempo, do vereador Inocêncio Araújo, eleito pelo PS, o executivo “vai poder trabalhar para colmatar as necessidades do concelho”.

Sobre a decisão da rotatividade, por um prazo de seis meses, da vice-presidência, disse que resultou da “reconfiguração” do executivo municipal e que pretende “dar sinal claro, a todos os vereadores, que a confiança em todos, é a mesma”

“A vice-presidência, ao ser atribuída a todos os vereadores que compõem o executivo, com pelouros ou áreas de atuação, é um sinal de que o executivo está coeso e procura trabalhar no desenvolvimento do território. É isso que verdadeiramente importa”, reforçou, em declarações aos jornalistas no final da reunião camarária.

A vice-presidência da Câmara de Ponte da Barca passou agora a ser desempenhada por José Alfredo Oliveira.

Questionada pelos jornalistas, a até agora vice-presidente, Maria José Gonçalves, disse que “os políticos são servidores e que é nessa qualidade que cumprirá até final” o mandato para o qual foi eleita.

“Eu fiz o ponto de situação, o presidente da câmara fez a avaliação de que resultaram as alterações hoje apresentadas. Agora, competirá aos barquenses julgar”, referiu, relembrando que se rege, “na vida e na política, pelos valores da liberdade, verdade, decência e compromisso”.

Em outubro, a professora de 55 anos absteve-se na votação do orçamento para 2019, alegando “não ter sido envolvida” na sua elaboração decidida “unilateralmente” pelo presidente da autarquia.

Em dezembro, a ainda vice-presidente da Câmara de Ponte da Barca, disse à Lusa estar a ser vítima de ‘bullying’ laboral por parte do presidente Augusto Marinho, depois de se ter abstido na votação do orçamento para 2019.

“Estou a ser, literalmente, vítima de ‘bullying’ laboral (…) de forma muito mais evidenciada depois do meu sentido de voto. Contrariamente ao que o senhor presidente disse, que era uma atitude perfeitamente democrática, as situações que se têm verificado traduzem, claramente, o intuito de me vencer pelo cansaço, levar-me a desistir”, disse.

Questionado pela agência Lusa, sobre as acusações que lhe foram dirigidas, Augusto Marinho desvalorizou.

“Já conversámos, colocámos o interesse municipal à frente. O que importa é seguir em frente e, nisso, estamos unidos para desenvolver Ponte da Barca”.

Maria José Gonçalves afirmou que “é tempo dar uma nova oportunidade” por “acreditar nas pessoas”.

O orçamento para 2019 da maioria PSD foi viabilizado por um dos três vereadores eleito pelo PS. Por despacho do presidente da câmara, Inocêncio Araújo passou hoje a vereador a meio tempo e, viu ainda aprovada, por maioria, a sua promoção de encarregado operacional a técnico superior da Câmara de Ponte da Barca.

Hoje, durante a sessão camarária, Inocêncio Araújo explicou ter aceitado de “bom grado o desafio” que lhe foi proposto.

“Saúdo e louvo este ato que não é muito comum em municípios de pequena dimensão, mas que não é inédito. Vou dar o meu contributo face aos meus conhecimentos para que resulte numa mais valia para ajudar a resolver problemas de Ponte da Barca. Essa sempre foi esta a minha postura”, frisou.

O apoio de Inocêncio Araújo à maioria PSD está na origem do pedido de expulsão do partido que a concelhia local do PS enviou, em dezembro, para o conselho de jurisdição da federação distrital.

A expulsão foi decidida na sequência de uma proposta do secretariado local de retirada da confiança política a Inocêncio Araújo, entretanto, convidado a integrar o executivo camarário liderado pelo PSD.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Viana do Castelo

Viana: Homem que sofre de depressão desaparecido

Família pede ajuda a quem possa ter informações

em

Foto: Facebook

A família de António Passos, residente em Viana do Castelo, está a utilizar as redes sociais para apelar a quem possa ter informações sobre o familiar, cujo paradeiro desconhecem, que informe as autoridades.

Numa mensagem publicada este domingo à noite, no Facebook, a filha refere que o pai “veste casaco castanho clássico, calça bege, e sapato preto. Saiu de casa as 9:00 e levou o carro. Renault Megane azul. Matrícula 64-47-UN”.

Segundo acrescenta a Rádio Geice, o homem, ex-trabalhador dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, de 62 anos, sofre de depressão.

A PSP já foi alertada.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Idoso de 90 anos morre após ser atropelado em Viana

Na freguesia de Darque

em

Foto: DR/Arquivo

Um homem de 90 anos morreu hoje atropelado por um veículo conduzido por um septuagenário, na freguesia de Darque, em Viana do Castelo, disse à Lusa o segundo comandante da PSP local.

De acordo com Raul Curva o atropelamento ocorreu no cruzamento entre a rua Carteado Mena e rua António Alves, na freguesia de Darque, na margem esquerda do rio Lima.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo adiantou que o homem de 90 anos foi transportado em estado grave para o hospital de Santa Luzia, onde foi declarado.

O acidente ocorreu às 20:02.

No local compareceram uma ambulância dos Bombeiros Voluntários, a Viatura de Emergência Médica (VMER), estacionada no hospital de Santa Luzia e a PSP.

Notícia atualizada às 23h16.

Continuar a ler

Alto Minho

Despiste de motociclo pesado na A3 em Paredes de Coura faz ferido grave

Transportado para o Hospital de Viana do Castelo

em

Foto: DR

Um ferido grave foi o resultado de um despiste de um motociclo pesado na zona de Romarigães, concelho de Paredes de Coura, no sentido norte/sul, avançou à Lusa fonte dos bombeiros de Valença.

Em declarações à Lusa, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Valença, Miguel Lourenço, explicou que o ferido grave, um homem de 42 anos, foi transportado para o Hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo.

O despiste do motociclo pesado, cujo alerta foi dado cerca das 13:45, ocorreu na autoestrada A3, ao quilómetro 90, que liga o Porto a Valença.

No local esteve uma ambulância dos bombeiros, uma viatura de Suporte Imediato de Vida (SIV) de Valença, bem como a Brigada de Trânsito da GNR de Ponte de Lima e a Brisa, concessionária daquela autoestrada.

Continuar a ler
Anúncio

ÚLTIMAS

Reportagens da Semana

EM FOCO

Populares