Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Candidato do PS anuncia mais cinco zonas empresariais em Viana

Eleições autárquicas

em

Foto: Divulgação / PS

O candidato do PS à Câmara de Viana do Castelo, Luís Nobre, garantiu hoje que o município vai ter cinco novas zonas empresariais para responder à procura, notando que “em dez anos o concelho ganhou uma nova empresa a cada cinco dias”.

O anúncio, durante um dia de visitas a empresas do concelho e dedicado ao tema da atração de investimento, um dos eixos centrais da candidatura do PS, corresponde igualmente a uma das 48 medidas do programa eleitoral de Luís Nobre para os 48 meses do próximo mandato autárquico.

“Vamos potenciar o nosso território através da consolidação do parque empresarial de Lanheses e da reabilitação da Zona Industrial do Neiva. Mas não só planos, há já trabalho concreto nesse sentido e vamos criar cinco novas zonas empresariais: Alvarães Norte, Barroselas, Castelo de Neiva, Vila Fria e Cardielos, bem como o Centro Logístico a sul do rio Lima. Porque de facto temos procura e interesse dos empresários”, explicou Luís Nobre, citado em comunicado enviado a O MINHO.

De acordo com dados do INE/PORDATA, o concelho de Viana do Castelo é o 30.º do país com mais empresas instaladas e o 23.º no número de grandes empresas (mais de 250 trabalhadores). Contava com 10.269 pequenas, médias e grandes empresas em 2019. Trata-se de um aumento de 649 empresas em 10 anos.

“Estamos a falar de mais uma empresa instalada em Viana do Castelo a cada cinco dias nos últimos dez anos. Isto demonstra que a nossa estratégia de captação de investimento para o concelho está a funcionar”, afirmou Luís Nobre.

A candidatura socialista salienta que, em 10 anos, o município captou mais de 1.000 milhões de euros de investimentos empresariais, que criaram 6.000 empregos, dos quais mais de 400 altamente qualificados, em empresas tecnológicas, exportando anualmente cerca de 750 milhões de euros de produtos produzidos localmente através de clusters industriais das energias renováveis, papel, setor automóvel ou ao do mar, entre outros.

“Somos o 16.º concelho mais exportador, isto são factos também. Tem sido recorrente ouvir a oposição dizer que estamos há 28 anos no poder, como se isso fosse negativo, como se isso não tivesse sido a escolha nas urnas dos vianenses. Negativo é ter estado 20 anos no poder, como foi o caso do PSD, e que nos deixou apenas uma única zona industrial. Hoje temos cinco, a sexta, em Alvarães, está a avançar, e temos os planos apresentados para as restantes”, disse ainda o candidato e vereador da Câmara de Viana do Castelo.

“Atrair investimento” é um dos nove eixos da candidatura do PS à Câmara de Viana do Castelo, com medidas para potenciar o desenvolvimento económico e a criação de empregos qualificados.

Globalmente, a proposta eleitoral do PS tem 48 medidas para o próximo mandato autárquicos, que além das cinco novas áreas empresariais prevê ainda o reforço da rede de infraestruturas, garantindo uma ligação estratégica entre os diferentes polos industriais com a construção da nova ponte sobre o rio Lima e da nova via de acesso ao Vale do Neiva.

“Mais uma vez estamos a falar de medidas concretas e que até já estão em fase adiantada de preparação. Não são meras propostas eleitorais, vão avançar nos próximos meses”, afirmou Luís Nobre.

O candidato destacou ainda outra das medidas propostas no eixo da atração de investimento. Trata-se da implementação do ‘Bus Indústria’, uma rede de transportes interligando as Zonas Industriais e as freguesias do concelho para facilitar a mobilidade dos trabalhadores.

Populares