Seguir o O MINHO

Vitória SC

Candidato derrotado nas últimas eleições do Vitória fica de fora das próximas

Clube terá novas eleições

em

Foto: DR/Arquivo

Júlio Vieira de Castro, candidato derrotado nas últimas eleições para os órgãos sociais do Vitória SC anunciou hoje que está fora do próximo ato eleitoral, agendado para 20 de julho.

O engenheiro mecânico obteve 47,6% dos votos totais (3.390) em 24 de março de 2018, tendo perdido as eleições mais equilibradas e concorridas da história vitoriana (7.274 sócios votantes) para a lista encabeçada por Júlio Mendes (52,4%), mas decidiu ausentar-se da próxima ‘corrida’ à presidência do clube.

“O cenário atual aconselha moderação, ponderação e serenidade. Entendemos, depois de aturada reflexão, que não estão reunidas as condições necessárias para implementar o plano de engrandecimento que sempre idealizámos para o Vitória. Anunciamos, por isso, que não seremos candidatos ao ato eleitoral de 20 de Julho de 2019”, reiterou, em comunicado.

Sócio número 2.035 do Vitória, Júlio Vieira de Castro realçou ainda que vai manter uma postura de “atenção e vigília” ao quotidiano do clube vimaranense e pediu um “clima sereno e unificador” no debate entre os candidatos às próximas eleições.

O Vitória SC vai estar novamente sujeito a eleições para os órgãos sociais, depois de Júlio Mendes, presidente do clube desde 2012, ter anunciado a demissão da direção que lidera, ainda em funções, no passado dia 27 de maio.

A candidatura encabeçada por Daniel Rodrigues, atual presidente da Mesa da Assembleia-Geral da SAD do Vitória, é a única até agora oficializada, num processo em que as listas concorrentes têm de ser formalizadas até às 18:00 do dia 19 de junho, com um mínimo de 300 assinaturas de sócios efetivos.

Anúncio

Futebol

Liga inglesa chama por Krovinovic e desvia jogador do Vitória

Mercado de Transferências

em

Foto: Twitter

O empréstimo de Filip Krovinovic ao Vitória, dado como certo há cerca de uma semana, não deverá afinal acontecer.

Segundo a imprensa desportiva nacional desta sexta-feira, o jogador do Benfica terá interessados na Premier League, em Inglaterra, sendo o recém-promovido Norwich o destino mais provável para o jogador.

O extremo, que há duas épocas se afirmou no clube lisboeta, perdeu influência na época passada, depois de ter sofrido uma lesão que o tirou vários meses dos relvados.

Aos 23 anos, o jogador croata, formado no NK Zagreb e que, em Portugal, jogou antes no Rio Ave, procura relançar a carreira, sendo o empréstimo a solução encontrada com vista a alcançar esse objectivo.

Continuar a ler

Vitória SC

Trio de candidatos às eleições do Vitória formaliza listas

Candidaturas foram entregues no Estádio D. Afonso Henriques

em

Foto: DR/Arquivo

Os três candidatos à presidência do Vitória SC, Daniel Rodrigues, Miguel Pinto Lisboa e António Miguel Cardoso, formalizaram hoje as listas que vão concorrer às eleições de 20 de julho.

As candidaturas, subscritas por 300 sócios efetivos, no mínimo, foram entregues no Estádio D. Afonso Henriques ao ainda presidente da Mesa da Assembleia Geral, Isidro Lobo, que vai ter de as validar até terça-feira.

Daniel Rodrigues, líder do movimento ‘Um Vitória à Vitória’, foi o primeiro a entregar a lista e salientou que a sua lista, assinada por cerca de 1.500 sócios, do concelho de Guimarães e de concelhos limítrofes, tem um cariz “universal” e é uma amostra da “vitalidade” do clube.

“Agradeço a todos os sócios que, nos cafés e nos locais de trabalho, assinaram esta lista. É um número que mostra bem a vitalidade do clube e a abrangência da candidatura”, disse o candidato, acompanhado de vários dos elementos da sua equipa.

Miguel Pinto Lisboa formalizou a sua lista de seguida, com cerca de 900 assinaturas de sócios, e assumiu que a sua candidatura à presidência visa “unir os vitorianos” em torno de um projeto “responsável” para tornar o clube “maior”.

“Eu só me candidataria ao Vitória de forma responsável, com uma equipa forte que pudesse ajudar o Vitória em todas as vertentes do negócio [do futebol]. Só quando reuni todos os elementos necessários, é que transmitimos aos sócios que a nossa equipa iria avançar”, disse o líder do movimento ‘Todos Vitória’, acompanhado do candidato a presidente da Mesa da Assembleia Geral, José Antunes.

Já António Miguel Cardoso, rosto do movimento ‘Por ti, Vitória’, justificou a candidatura às eleições com o “momento importante” que o clube vive e com a “paixão e a competência” da sua equipa e com as ideias que pretende implementar no clube, apesar de não se ter alongado sobre o programa.

“As ideias já vêm de trás de há muitos anos. As chaveS-mestras do programa sabemos quais são. Este é um momento de grande responsabilidade. Estamos cá para ajudar o Vitória a crescer”, afirmou o candidato, ao lado de vários elementos da sua lista.

O Vitória SC vai ter, pela segunda vez na história, um ato eleitoral com mais de dois candidatos, depois de, em 2007, Emílio Macedo da Silva ter superado, nas urnas, Manuel Rodrigues e André Pereira, agora um dos candidatos à vice-presidência, na lista de António Miguel Cardoso.

As eleições vão decorrer após a direção liderada por Júlio Mendes, presidente do clube desde 2012, ter anunciado a demissão em 27 de maio.

Continuar a ler

Futebol

Vitória já conhece possíveis adversários na 2.ª pré-eliminatória da Liga Europa

Jeunesse Esch, do Luxemburgo, ou o Tobol Kostanay, do Cazaquistão

em

Foto: Divulgação / UEFA / Arquivo

O Vitória, da I Liga portuguesa de futebol, vai defrontar o Jeunesse Esch, do Luxemburgo, ou o Tobol Kostanay, do Cazaquistão, na segunda pré-eliminatória da Liga Europa, ditou o sorteio realizado hoje em Nyon, na Suíça.

Quinta classificada na última edição do campeonato nacional, a equipa vitoriana jogará a primeira mão fora de casa, em 25 de julho, e a segunda no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, em 01 de agosto.

O Jeunesse Esch, terceiro classificado da liga luxemburguesa em 2018/19, e o Tobol, terceiro em 2018 e atual segundo classificado do campeonato cazaque, já com 14 jornadas decorridas, disputam a primeira pré-eliminatória em 11 e 18 de julho.

O sorteio realizado na sede da UEFA determinou também que a Roma, treinada pelo português Paulo Fonseca, vai defrontar o vencedor do confronto entre os húngaros do Debreceni e os albaneses do Kukesi, enquanto o Wolverhampton, orientado por Nuno Espírito Santo, jogará com a equipa que se impuser na eliminatória entre o Crusaders, da Irlanda do Norte, e o Torshavn, das Ilhas Faroé.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares