Seguir o O MINHO

Alto Minho

Candidata da CDU em Cerveira quer acabar com Águas do Alto Minho

Eleições autárquicas

em

Foto: DR

Albertina Ferreira, candidata da CDU à Câmara de Vila Nova de Cerveira, no distrito de Viana do Castelo, apontou hoje à Lusa como uma das principais apostas a reversão da empresa Águas do Alto Minho (AdAM).

“A água é um bem público e, por isso, tem de ser gerida pelo município, revertendo assim a situação atual”, afirmou à agência Lusa Albertina Ferreira, que se estreia como candidata àquela autarquia do distrito de Viana do Castelo.

A AdAM é detida em 51% pela Águas de Portugal (AdP) e em 49% pelos municípios de Arcos de Valdevez (PSD), Caminha (PS), Paredes de Coura (PS), Ponte de Lima (CDS-PP), Valença (PSD), Viana do Castelo (PS) e Vila Nova de Cerveira (Movimento independente PenCe – Pensar Cerveira), que compõem a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho.

Três concelhos do distrito – Ponte da Barca (PSD), Monção (PSD) e Melgaço (PS) – reprovaram a constituição daquela parceria.

A constituição da empresa tem sido contestada por vários partidos e pela população, que se queixam do aumento “exponencial” das tarifas e do “mau” funcionamento dos serviços.

Profissionalmente ligada ao setor da hotelaria, Albertina Ferreira, de 53 anos, quer “apostar na valoriza e defender as gentes deste concelho” com uma candidatura que tem como lema “trabalho, honestidade e competência”.

“As principais apostas desta candidatura passam pelo incentivo à cultura, desporto e lazer, por estimular o turismo bem como a restauração, para criar mais emprego e aumentar a atratividade do concelho”, referiu.

A candidata da CDU garantiu ainda que irá “lutar, pugnar e intervir por causas justas e que melhor sirvam os cerveirenses”.

Nas eleições autárquicas de 2017, o Movimento independente PenCe – Pensar Cerveira alcançou 58,23% dos votos e garantiu três mandatos e o PS 35,50%, conquistando dois mandatos. A CDU somou 1,63% dos votos.

As eleições autárquicas deste ano ainda não têm data marcada, mas, por lei, realizam-se em setembro ou outubro.

Populares