Seguir o O MINHO

Braga

Candidata da CDU defende urgência na intervenção em escola de Tadim, em Braga

Eleições autárquicas 2021

em

Foto: Divulgação / CDU

CDU esteve ontem na Escola Básica da Estação, em Tadim, Braga, com a direção da Associação de Pais, para ouvir “as exigências de melhores condições para esta escola, que inclusivamente tem um projeto para requalificação à espera de ser aproveitado”.

Entre as principais queixas dos pais, reforçadas pela Junta de Freguesia de Tadim, está a falta de uma zona coberta no exterior para que as mais de 70 crianças que frequentam esta escola possam usufruir de tempo ao ar livre durante todo o período lectivo.

“Não se justifica ter 70 crianças fechadas no antigo refeitório quando chove ou nas horas de maior calor, quando há espaço para criar as condições de poderem brincar ao ar livre e em segurança”, concordou a vereadora da CDU, Bárbara Barros.

Ao mesmo tempo, pais e responsáveis da Junta deram nota dos problemas de humidade e Infiltrações destas instalações, reclamando uma intervenção no telhado que as resolva em definitivo. A também candidata da CDU às próximas eleições autárquicas acrescentou “a limpeza e desinfecção das paredes e tecto do edifício, que sabemos ter sido feita por pressão do presidente desta Junta, precisam de ser constantes, mas não resolvem a raiz do problema”. “É urgente que este escola deixe de consistir num risco para a saúde dos alunos”, rematou.

A par destas duas exigências, estão também a instalação de um novo parque infantil, a construção de uma sala para as educadoras e professoras, um sistema de aquecimento das salas no inverno capaz de evitar que as crianças continuem a ter aulas de casaco e ainda uma alternativa para o piso do recreio.

“Levaremos estas preocupações a reunião de câmara”, garantiu Bárbara Barros no final da visita. “Não podemos esperar que uma escola como estas fique em piores condições e perca mais crianças”, avisou, aludindo à diminuição inscrições nos últimos anos. A vereadora comunista garantiu ainda que a CDU tudo fará “para defender o direito à educação em qualidade e condições de igualdade no concelho

Populares