Campos de padel em Vila Verde devem abrir ainda este mês

Complexo vai ter também um ginásio
Foto: CM Vila Verde

Os seis campos de padel em Vila Verde, construídos nos terrenos afetos ao Clube de Caça e Pesca, deverão entrar em funcionamento já no final deste mês, adiantou a Câmara.

Em comunicado, a autarquia salienta que “decidiu atribuir o reconhecimento de interesse municipal para o projeto”, cujo investimento está estimado em cerca de 600 mil euros.

“É um investimento importante numa modalidade em forte crescendo e que, a par da componente desportiva e também competitiva, compreende ainda uma forte intervenção a nível social, pedagógico e ambiental”, salientou a presidente da Câmara, Júlia Fernandes.

Foto: CM Vila Verde

A autarca efetuou uma visita às obras de instalação do novo complexo desportivo, acompanhada pelo vereador do desporto, Patrício Araújo, e pelos responsáveis do Clube de Caça e Pesca de Vila Verde e da empresa Great Sport, que assume a concretização do investimento.

Dos seis campos de padel – um desporto jogado com raquetes e com semelhanças ao ténis, em campos fechados ou delimitados por paredes de tabela –, dois serão construídos com as normas regulamentares para competição, permitindo a realização de provas nacionais e internacionais.

O empreendimento inclui um ginásio e uma área social com bar de apoio, além de balneários, gabinetes de apoio e instalações sanitárias. Está ainda previsto um espaço exterior com mini-campo e parque infantil temático associado ao padel e dirigido aos mais novos.

Preparado para pessoas com mobilidade reduzida, o complexo ocupa uma área de construção de 2.425 metros quadrados, em terrenos localizados na freguesia de Sabariz, contíguos ao campo de tiro, à área desportiva da Cruz do Reguengo e à zona fluvial da Malheira, reforçando a oferta de equipamentos para a atividade física e de lazer.

Foto: CM Vila Verde

Júlia Fernandes destacou ainda o facto de o plano de desenvolvimento do projeto assegurar atividades de âmbito social, junto das escolas e também ao nível da inclusão e da solidariedade social, estando igualmente previstas iniciativas direcionadas aos mais idosos – o que poderá passar pelo envolvimento do programa Seniores Ativos.

Os responsáveis da Great Sport defendem que o novo complexo terá um impacto positivo “na dinâmica, na atratividade e na afirmação do concelho”, assumindo um contributo importante para “mobilizar pessoas e instituições e potenciar a vinda de turistas e visitantes”, assim como criar condições para a concretização de novos eventos competitivos.

O projeto inclui ainda a concretização de parcerias com laboratórios de investigação da Universidade do Minho de forma a desenvolver planos de gestão ambiental da atividade do complexo de padel, designadamente no que toca à reutilização de bolas e outros materiais desportivos.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

DS Auto vai abrir stands em Barcelos e Famalicão

Próximo Artigo

França condecora professora da UMinho

Artigos Relacionados
x