Seguir o O MINHO

País

Campanha de marketing revela 20 histórias de gente que ajudou a construir o Douro

Cultura

em

Foto: DR / Arquivo

Vinte residentes no Douro vão protagonizar uma campanha de marketing que destaca os “heróis anónimos” que escreveram e escrevem a história deste território que há 20 anos é Património Mundial da UNESCO, foi hoje anunciado.

A campanha “20 histórias Douro” está incluída nas comemorações da classificação do Alto Douro Vinhateiro pela UNESCO em 2001, que foram apresentadas hoje, em conferência de imprensa, no Peso da Régua.

Uma artesã e um artesão, um enólogo, um tanoeiro, um investigador, um maquinista de um comboio histórico, um jardineiro de um jardim classificado, um arquiteto paisagista, uma professora, uma padeira artesanal, uma bombeira, uma dirigente social, uma promotora de voluntariado, um desportista da seleção nacional, uma profissional de hotelaria e um pároco são alguns dos protagonistas desta campanha.

Jorge Sobrado, secretário técnico de estratégia e comunicação da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), que apresentou esta iniciativa, afirmou que a campanha se baseia “na comunicação de 20 histórias pessoais” que são “20 histórias de durienses do quotidiano, heróis anónimos, valorizando o seu testemunho e factos do seu trabalho ou dedicação a causas sociais e culturais”.

Dez dessas histórias são de durienses que ajudaram a construir os últimos 20 anos e as outras 10 são de durienses lançados na vida ativa e cujo papel “promete” marcar os próximos 20 anos.

“Histórias que atravessam gerações e atravessam geografias do Douro e diversas atividades, uma narrativa que liga passado, presente e futuro”, salientou.

Jorge Sobrado frisou que a primeira mensagem a passar nesta campanha “é a de que o Douro Património Mundial é obra de um coletivo humano”, de “muitos heróis anónimos” e que foram os durienses que “escreveram e escrevem esta história”.

Referiu ainda que esta é primeira campanha com estas características no Douro, que terá a sua expressão nas ruas da região e em todo o país e que terá também comunicação em novos públicos, em ambiente digital e de redes sociais.

O site “20historiasdouro.pt” está a ser preparado e vai ser lançado até 30 de novembro.

A campanha pretende promover o “sentido de pertença deste selo internacional” e afirmar que o Douro “é não apenas um destino turístico de excelência, mas uma terra de oportunidades para viver e trabalhar”.

Jorge Sobrado referiu que “não se procurou uma campanha comemorativa que iludisse os problemas, mas uma campanha baseada em histórias reais que inspiram confiança e mobilizam um olhar positivo de dentro para fora”.

O programa das comemorações do Douro Património Mundial arrancam a 14 de dezembro, em Lamego, e incluem a relação de mais de uma centena de iniciativas até 14 de dezembro de 2022.

Trata-se de uma iniciativa da CCDR-N que agrega várias instituições que atuam no Alto Douro Vinhateiro.

Populares