Seguir o O MINHO

Alto Minho

Caminha vai fazer minuto de silêncio pelas vítimas da covid-19

No dia 2 de novembro

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara de Caminha está a promover uma ação junto da população para ser feito um minuto de silêncio, às 12:00, da próxima segunda-feira, dia 2 de novembro, Dia de Finados e de Luto Nacional pelas vítimas da covid-19 decretado pelo Governo.


“A ideia é a de motivar as pessoas a, dentro de cada contexto e de cada possibilidade, pararem o que estão a fazer ao meio-dia da próxima segunda-feira, juntando-se a toda a comunidade num minuto de silêncio sentido que será acompanhado pelo toque das sirenes dos Bombeiros de Caminha e Vila Praia de Âncora e pelo som dos sinos das igrejas de todas as paróquias”, explica a autarquia em comunicado.

O presidente da Câmara, Miguel Alves, citado no comunicado, considera que se “trata de um momento simbólico e naturalmente voluntário”.

“Num singelo minuto de reflexão interior, pretendemos honrar as vítimas da doença e agradecer a todos os que a combatem, das diferentes formas. Pedimos às pessoas para pararem o que estão a fazer, se puderem, de modo a criarmos um cordão invisível de homenagem a quem tanto sofre. Sei que os trabalhadores do Município estão sensibilizados para o momento e quero referir a pronta colaboração dos Bombeiros e do Arciprestado de Caminha mas gostava, de uma forma ou de outra, que toda a população se juntasse a nós neste gesto tão emotivo”, acrescenta o autarca.

O concelho de Caminha regista 168 casos de infeção desde o início da pandemia – tendo 67 ativos – e quatro óbitos.
Além de restrições no acesso aos cemitérios, este fim de semana a Câmara suspendeu a travessia do ferryboat “para evitar deslocações desnecessárias entre os dois lados do rio Minho”.

Anúncio

Alto Minho

Cerveira canaliza verba do convívio de Natal para vales de compra no comércio local

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara de Cerveira vai canalizar a verba afeta ao tradicional convívio de Natal do município que, este ano, não vai se vai realizar devido à pandemia, para apoiar o comércio local.

Aprovada por unanimidade em reunião de executivo, esta segunda-feira, a medida visa a entrega de vales de compra entregues aos cerca de 280 funcionários municipais e que serão descontados nos estabelecimentos aderentes.

No comunicado da Câmara não é discriminado o valor total da verba nem o dos ‘vouchers’.

O comércio interessado deve efetuar inscrição gratuita através do email [email protected]

Em comunicado, a autarquia sublinha que, “atendendo aos efeitos nefastos provocados pela covid-19 e acrescidos pelos condicionalismos de funcionamento impostos pelo estado de emergência, o comércio local tem sido um dos setores mais prejudicados”.

“Nesse sentido, às medidas de apoio implementadas desde março pelo Governo, o Município cerveirense também tem procurado apresentar meios complementares”, acrescenta.

Os vales podem ser gastos até 31 de janeiro de 2021, no comércio aderente de todas as freguesias do concelho, não podendo, em caso algum, ser trocados por dinheiro.

Os vales de compra estarão divididos em duas tipologias, por um lado, a área alimentar, pastelarias e restauração; e por outro lado, os restantes comércios e serviços.

Os estabelecimentos locais aderentes faturam diretamente ao Município o fornecimento de bens e/ou serviços, devendo entregar o documento no Balcão Único da Câmara Municipal, acompanhado pelo(s) respetivo(s) voucher(s), até ao último dia útil de cada mês, até ao limite de 26 de fevereiro de 2021.

O pagamento será efetuado, posteriormente, por transferência bancária e, caso o funcionário, no ato da compra, efetue uma despesa superior ao valor do voucher ou da totalidade dos vouchers, será o próprio a assumir o pagamento do valor remanescente, liquidando-o diretamente e na hora.

Os comerciantes que quiserem aderir – desde lojas a restaurantes, mercearias ou prestadores de serviços – têm de inscrever-se, de forma gratuita, através do correio eletrónico [email protected] ou do telefone 251 70 80 20.

Continuar a ler

Alto Minho

Alto Minho TV vence prémios de ciberjornalismo

Ciberjornalismo de Proximidade

em

Foto: Imagem Alto Minho TV

A Alto Minho TV venceu dois prémios na categoria de Ciberjornalismo de Proximidade, atribuídos pelo Observatório de Ciberjornalismo da Universidade do Porto.

A reportagem “Escola de Arcos de Valdevez educa cães para ajudar quem precisa”, da jornalista Andreia Ferreira e do operador de câmara Alexandre Ferreira, recebeu o prémio do júri na categoria Ciberjornalismo de Proximidade.

O trabalho “Aos 88 anos, Manuel Barbosa é um dos poucos moleiros do Alto Minho”, da autoria da mesma dupla, foi o mais votado pelo público na mesma categoria.

Estes prémios visam reconhecer os trabalhos jornalísticos produzidos em Portugal na área do ciberjornalismo.

A Alto Minho TV é um canal de televisão generalista em suporte web, que abrange a região do Alto Minho, com delegações em Monção, Paredes de Coura e Ponte de Lima.

Continuar a ler

Alto Minho

Mais duas mortes por covid-19 no Alto Minho. Viana tem 70 novos casos ativos

Dados locais

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Viana do Castelo regista mais uma morte e 70 novos casos ativos, desde sexta-feira, de acordo com o boletim da Unidade de Saúde Local do Alto Minho (ULSAM), atualizado às 17:30 desta segunda-feira.

A capital de distrito é a quem tem a maior subida de novos casos ativos, que são agora 675. O concelho regista 25 óbitos por covid-19 desde o início da pandemia.

Em termos acumulados, já registou 1.572 casos confirmados e 872 recuperados.

O Alto Minho tem, atualmente, 2.052 casos ativos de covid-19, mais 164 do que na sexta-feira.

O distrito de Viana do Castelo soma, desde o início da pandemia, 4.725 casos, mais 259 nos últimos três dias.

Há a lamentar 100 óbitos, mais dois nos últimos três dias, registados um em Viana e outro em Ponte de Lima (o concelho tem agora registo de 14 óbitos).

Contam-se ainda 2.573 recuperados, mais três desde sexta-feira.

Ponte de Lima tem 462 casos ativos (mais 27), Valença 227 (mais 17), Cerveira 53 (menos 4), Paredes de Coura 31 (menos 1), Monção 107 (mais 10), Caminha 211 (mais 7), Arcos de Valdevez 172 (mais 27), Melgaço 40 (igual) e Ponte da Barca 74 (mais 11).

Continuar a ler

Populares