Seguir o O MINHO

Ave

Câmara reclamou junto do Governo solução definitiva para o rio Vizela

Autarca reuniu com secretária de Estado do Ambiente

em

Foto: DR / Arquivo

O presidente da Câmara de Vizela, Victor Hugo Salgado, reuniu-se hoje com a secretária de Estado do Ambiente para reclamar do Governo uma “solução eficaz e definitiva” para o problema de poluição do rio Vizela, disse à Lusa o autarca.

“Na reunião de hoje, vincámos a nossa posição sobre a urgência de ver resolvido um problema muito grave que nos preocupa há tanto tempo”, comentou, no final do encontro com a governante, indicando à Lusa que e a secretária de Estado Inês dos Santos Costa “mostrou abertura para ser encontrada a melhor solução”.

Câmara denuncia poluição do rio Vizela às instâncias europeias

O presidente da câmara referiu, por outro lado, que foi acordada nova reunião, dentro de um mês, na qual o Governo “já deverá avançar com uma solução concreta”.

Até lá, acrescentou Vítor Hugo Salgado, o Ministério do Ambiente poderá analisar toda a informação que a câmara tem recolhido sobre a poluição do rio Vizela, que foi transmitida nesta reunião à secretária de Estado, nomeadamente os resultados de análises efetuadas à água do rio e imagens captadas junto ao alegado foco poluidor.

Para o presidente da câmara, a resolução definitiva da poluição naquele afluente do rio Ave passa pela construção de um emissário que ligue a estação de tratamento de águas residuais de Serzedo, no concelho de Guimarães, que Vizela diz ser o principal foco poluidor, à estação de tratamento de Lordelo, alguns quilómetros a jusante, também em Guimarães.

GNR identifica locais de descargas ilegais no rio Vizela

A empresa de capitais públicos Águas do Norte, que gere as duas estações de tratamento, recordou hoje o autarca, elaborou recentemente um projeto para a construção do emissário, mas falta assegurar o financiamento necessário para a sua construção, com um custo estimado de 5,5 milhões de euros.

Para Vítor Hugo Salgado, se o Governo quiser acabar definitivamente com este problema deve criar condições financeiras para a construção do emissário, uma decisão que “Vizela aplaudirá se ocorrer”.

Populares protestaram junto a ETAR que dizem estar a poluir o rio Vizela

“Dentro de um mês, esperamos ter boas notícias para o nosso rio Vizela”, concluiu o presidente da câmara.

Populares