Seguir o O MINHO

Fafe

Câmara de Fafe vai reparar aquecimento da escola onde pais protestaram

em

Câmara de Fafe. Foto: DR/Arquivo

A Câmara de Fafe comprometeu-se esta terça-feira a resolver os problemas do aquecimento na escola do primeiro ciclo de Cepães que motivaram o protesto dos pais durante a manhã, anunciou a autarquia.


Num comunicado enviado à Lusa, refere-se que um técnico especializado se deslocou na manhã às instalações da escola para reparar a caldeira, correspondendo a um pedido que tinha sido formulado na segunda-feira pelo presidente da junta de freguesia.

Na manhã desta terça-feira, a GNR foi chamada à escola para remover o cadeado que tinha sido colocado, alegadamente pelos encarregados de educação, que protestavam com o facto de o sistema de aquecimento do estabelecimento se encontrar inoperacional, provocando desconforto na escola.

No comunicado da câmara municipal, refere-se que a deslocação, logo às 8:30, do técnico especializado para reparação da avaria fez com que o protesto dos pais, depois dessa hora, se tivesse tornado “extemporâneo“.

Assinala-se também que numa reunião realizada com os pais foi assumido o compromisso da resolução do sistema de aquecimento e também a remodelação, “com brevidade”, do parque infantil do estabelecimento, como era também reclamado pelos encarregados da educação que se manifestaram junto ao estabelecimento.

“Os problemas transmitidos pelos encarregados de educação serão resolvidos, não pelo facto de serem alvo de protesto, mas porque é legítima a sua resolução, tendo estado, como se demonstrou, o Município a trabalhar na solução, muito anteriormente ao dia de hoje”, assinala a autarquia.

No comunicado refere-se, por outro lado, ter sido com “clareza e transparência que os dois assuntos foram explicados aos encarregados de educação”, aos quais foi manifestado o empenho da câmara municipal para a resolução do problema, “tendo como principal objetivo não faltar com o conforto às crianças que a ele têm direito”.

Anúncio

Ave

Duas mulheres feridas em despiste provocado por encandeamento em Fafe

Acidente

em

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Duas mulheres ficaram feridas na sequência de um despiste de automóvel, ao final da tarde deste sábado, no lugar de Tarrio, Arnozela, no concelho de Fafe.

Ao que O MINHO apurou, as ocupantes da viatura não conheciam a zona e a condutora foi encandeada pelo sol, acabando o carro por cair a uma ravina.

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Foto: Ivo Borges / O MINHO

As vítimas, de Moreira de Cónegos, Guimarães, saíram da viatura pelos seus próprios meios, sem necessidade de recorrer a manobras de desencarceramento.

As duas mulheres, cuja idade não foi possível apurar, foram transportadas para o Hospital de Guimarães com ferimentos ligeiros.

O alerta foi dado pelas 19:30.

Os Bombeiros de Fafe prestaram socorro com três viaturas e com o apoio das SIV de Fafe e Amarante, num total de 16 operacionais.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Ave

Nadador-salvador resgata com vida jovem aflito na praia de Fafe

Albufeira da Queimadela

em

Foto: Ivo Borges / O MINHO (Arquivo)

Um jovem foi hoje resgatado com vida quando se estava prestes a afogar na praia fluvial da Queimadela, em Fafe.

Segundo a Fafe TV, o jovem estava aflito, alegadamente por estar cansado de nadar há algum tempo, levando a que estivesse a iniciar um pré-afogamento.

Um nadador-salvador detetou os movimentos do jovem e lançou-se às águas daquela albufeira do rio Vizela, resgatando a vítima com vida.

De acordo com a mesma fonte, não houve necessidade de assistência dos bombeiros, tendo sido determinante a ação do socorrista.

Continuar a ler

Ave

Fafe atribuiu 500 bolsas de acesso ao ensino superior no último ano letivo

Ensino superior

em

Foto: CM Fafe (Arquivo)

No ano letivo que agora terminou (2019/2020), a Câmara Municipal de Fafe atribuiu mais de 500 bolsas de estudo aos alunos de Fafe que frequentam o ensino superior, um valor total que ultrapassa os 290 mil euros, sendo este o ano que mais jovens receberam este apoio.

A Câmara iniciou em 2014 um programa de apoio aos alunos de Fafe que frequentam o ensino superior. Este programa complementa a bolsa atribuída pela Direção-Geral do Ensino Superior e tem por objetivo apoiar as famílias com mais dificuldades económicas, incentivando o acesso ao ensino superior e promover a igualdade de oportunidades dos jovens fafenses.

Desde o início do programa, em 2014, já foram atribuídas mais de 2200 bolsas de estudo, ultrapassando 1,4 milhão de euros.
O Presidente da Câmara Municipal, Raul Cunha, explica que “a criação deste programa assenta na consciência das dificuldades e do esforço que estudar no ensino superior representa, para os jovens e para as famílias”.

O autarca afirma “a preponderância que este programa de apoio significa na vida dos estudantes que têm menos recursos económicos, por lhes permitir obter uma formação académica com dignidade, pesando menos no orçamento famíliar dos fafenses.

Não podemos desperdiçar o potencial dos nossos jovens, nem a oportunidade de contribuirmos para a afirmação e para a consolidação da geração mais qualificada de sempre”.

Terminou, salientando “a importância, neste período especial de pandemia que vivemos, que estes apoios têm para as famílias, uma vez que, infelizmente, muitas famílias perderam rendimentos e a atribuição destes apoios permitiu a manutenção dos seus filhos na universidade”.

Continuar a ler

Populares