Seguir o O MINHO

Braga

Câmara de Braga suspende 4 sapadores por terem ido almoçar antes de limparem ambulâncias

Durante o período crítico da pandemia

em

Foto: O MINHO / Arquivo

A Câmara de Braga aplicou a pena de suspensão de dez dias sem vencimento, a quatro bombeiros sapadores, porque não terão desinfetado duas ambulâncias logo que chegaram ao quartel da corporação, tendo-o feito somente depois de almoçarem, o que segundo a participação disciplinar, contrariava as regras em vigor, aquando da situação, ocorrida no ano de 2020, no período mais crítico da pandemia mundial de covid-19.

Dois dos bombeiros sapadores foram notificados e mandados regressar a casa, assim que se apresentaram ao serviço, para cumprirem mais um turno de trabalho, enquanto outro não terá sido ainda notificado através dos serviços camarários e o quarto elemento encontra-se de baixa médica, pelo que não poderá começar já a cumprir tal pena disciplinar.

O ato surge na sequência da participação interna das chefias da Companhia de Bombeiros Sapadores de Braga, segundo as quais estavam estipulados sempre 20 minutos para desinfetar as ambulâncias.

Todos os quatro bombeiros sapadores, arguidos no procedimento disciplinar, discordaram da proposta para suspensão de dez dias, sem vencimento, mas a Câmara de Braga, tudo com base no relatório dos seus serviços jurídicos, entendeu, em reunião de executivo, manter a decisão, pelo que está já em execução.

Populares