Seguir o O MINHO

Braga

Câmara de Braga aprovou: TUB não aumentam preço em 2018

em

Ao contrário do que sucede a nível, em Braga, mantém-se, em 2018, o preço do bilhete nos TUB- Transportes Urbanos de Braga. O município votou, esta segunda-feira de forma unânime, durante uma reunião pública do Executivo, que decorreu no edifício do gnration, uma proposta nesse sentido do Conselho de Administração da empresa municipal.

A oposição, PS e PCP, concordou mas fez propostas: os socialistas, pela voz de Miguel Corais, pediram que os passageiros que residem nas zonas mais periféricas do concelho, e pagam a 3.ª coroa, vejam o custo reduzido. O comunista Carlos Almeida quer que se faça um estudo tendente à remodelação de todo o tarifário, já que o atual “tem décadas”.

O presidente da Câmara, Ricardo Rio disse que a proposta socialista é inviável, já que uma boa parte dos passageiros dos TUB reside nessas áreas, pelo que a supressão ou redução significativa da 3.ª coroa, “custaria centenas de milhares de euros”.

Na reunião, estiveram, ainda, em análise, outros assuntos, como o Relatório Trimestral de Execução Orçamental da BragaHabit referente ao 3° trimestre de 2017, o Concurso Público para a regeneração da Pousada de Juventude de Braga e adaptação de edifício a Centro de Juventude e apoios financeiros a diversas freguesias.

A oposição criticou, também, uma alegada falta de planeamento municipal no projeto de reabilitação da Escola EB1 de São Lázaro e no concurso para a admissão de funcionários nas escolas.

Em ambos os casos, Ricardo Rio rebateu, dizendo que, a obra da escola arranca em breve, logo que o Tribunal de Contas dê o visto legal – o que deve suceder em dezembro – e afirmou que as regras do concurso público para a contratação de funcionários foram transparentes, revelando que, além de 38 com contrato a prazo, serão contratados outros 40, para o quadro da Câmara.

Populares