Seguir o O MINHO

Ave

Câmara atribui um milhão de euros às 25 freguesias de Fafe

Investimento público

em

Foto: DR

A Câmara de Fafe anunciou hoje a transferência do total de um milhão de euros para as 25 juntas de freguesia do concelho, no âmbito da celebração de protocolos com aquelas autarquias.


Segundo um comunicado daquele município do distrito de Braga, “a celebração desta primeira fase de protocolos prevê a delegação de competências para obras estruturais e relevantes”.

Estão previstos trabalhos de requalificação e reparação de edifícios públicos e construção de zonas pedonais, entre outros.

Raul Cunha, presidente da Câmara, citado no comunicado, considera que “a assinatura destes protocolos é a concretização de um dos objetivos [da autarquia], que é o desenvolvimento harmonioso do concelho e garantir qualidade de vida à população”.

O autarca recorda a “relação de proximidade que confere às juntas de freguesia uma posição privilegiada no desenvolvimento das competências delegadas” e a importância de “dotá-las de meios financeiros para fazer face às competências”.

“Neste período difícil que vivemos devido à pandemia, estes protocolos procuram também manter o investimento e, desta forma, contribuir para o desenvolvimento económico, através da contratação das empresas que realizarão as obras”, acrescentou o edil, sublinhando que será assim possível “preservar os postos de trabalho neste período de crise”.

Anúncio

Guimarães

Guimarães mantém Plano Municipal de Emergência para acompanhar evolução da covid

Covid-19

em

Foto: DR

A Câmara de Guimarães mantém ativo o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil e, consequentemente, o Centro de Coordenação Operacional Municipal para permitir a coordenação de todas as entidades relativamente à evolução concelhia da covid-19.

A decisão, que foi tomada na sexta-feira após reunião com a Comissão Municipal de Proteção Civil, tem em conta a necessidade de “acompanhamento permanente e estreita coordenação entre as instituições, bem como do devido planeamento, por forma a promover o regresso à normalidade”, refere um comunicado da autarquia.

O presidente da Câmara Municipal, Domingos Bragança, citado no comunicado, avançou a intenção de “estimular o comércio e a restauração, impulsionar a dimensão cultural e de espaços públicos, bem como de aumentar a resposta ao nível da oferta de transportes públicos”, tendo sempre como prioridade “a segurança dos cidadãos”, atendo à possibilidade de “uma nova vaga” de infeções.

Nesse sentido, sublinhou ser “importante a adequação dos Planos de Contingência das diversas instituições, públicas e privadas”, e o cumprimento das indicações das autoridades de saúde” para manter a segurança nesta fase.

Continuar a ler

Ave

Maltrata mãe de 71 anos e parte-lhe os móveis de casa em Fafe

Violência doméstica

em

Foto: DR

Um homem de 48 anos foi detido, na quinta-feira, por violência doméstica sobre a mãe, de 71, em Fafe, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o comando territorial de Braga dá conta da detenção do homem na sequência de maus-tratos psicológicos e ameaças à progenitora, culminando com a destruição dos móveis em casa.

“Os militares da Guarda deslocaram-se ao local, intercetando o suspeito a 100 metros da habitação”, expõe a GNR.

Foi detido e será presente esta sexta-feira ao Tribunal Judicial de Guimarães.

Ainda na mesma data, também em Fafe, um homem de 40 anos foi detido por agredir e ameaçar a mulher, de 37, com uma arma de fogo, adaptada a calibre 6,35 mm, que foi apreendida.

O suspeito foi detido e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Guimarães.

Continuar a ler

Ave

Meios aéreos vão vigiar floresta em Famalicão

Incêndios

em

Foto: Divulgação / CM Famalicão

O programa de vigilância florestal e prevenção contra incêndios do município de Famalicão vai contar este ano com um sistema de vigilância área, anunciou a autarquia.

O projeto piloto é desempenhado no âmbito de parceria com a empresa Flying Equipment Skyline.

O protocolo de cooperação para a utilização deste novo meio de apoio através da captação e transmissão de imagens aéreas foi aprovado na quinta-feira de manhã, em reunião do executivo municipal, e foi um dos temas em destaque na apresentação do Programa Municipal de Vigilância Florestal.

“Trata-se de um recurso que estava a ser testado na área militar e que agora passa também a ter uma utilização civil, complementando o dispositivo municipal de monitorização e vigilância do território”, explicou Ricardo Mendes, vice-presidente e vereador da Proteção Civil, citado em nota de imprensa, acrescentando que se trata de “mais uma ferramenta à disposição das forças de primeira linha de combate aos fogos florestais”.

O responsável técnico da empresa Flying Equipment Skyline, Gerson Fernandes, explicou que no ar a plataforma em causa tem um aspeto semelhante a uma asa de parapente gigante, é motorizada, tripulada e com oito horas de
economia. “É a primeira vez que está a ser utilizada na área da Proteção Civil. No fundo vai estar a monitorizar o território e ao mesmo tempo a comunicar com os serviços municipais de Proteção Civil, identificando os pontos negros e mais perigosos do concelho para que possa haver uma prevenção e atuação mais eficaz naquela zona”, disse.

O esquema de vigilância florestal em Famalicão funciona durante todo o ano, através de um sistema de videovigilância composto por 12 câmaras, sendo que durante o período critico, ou em dias de alerta amarelo ou superior, a vigilância fixa é complementada pela vigilância móvel e vigilância armada, refere a autarquia.

Este ano, o dispositivo de vigilância móvel foi reforçado com 12 operacionais que percorrerão o concelho para prevenir e detetar eventuais focos de ignição.

Continuar a ler

Populares