Seguir o O MINHO

Alto Minho

Cadela em varanda de apartamento em Ponte de Lima causa indignação e suspeita de maus tratos

em

Cadela numa varanda de apartamento em Arcozelo

A denúncia surgiu nas redes sociais através de um post de Renata Cleide. Uma cadela, e como é possível ver na imagem, encontrava-se com alegados sinais de abandono numa varanda de uma apartamento na freguesia de Arcozelo, em Ponte de Lima.

O facto de na varanda ser visível uma placa de uma imobiliária onde se podia ler “vende-se” levou a que centenas de pessoas quisessem invadir o apartamento para resgatar o animal.

No entanto, e após o ERA Ponte de Lima ter sido invadida com “pedidos de satisfações”, os responsáveis desta imobiliária lançaram um comunicado.

“Temos recebido nos últimos minutos inúmeros contactos relativos a um animal preso numa varanda de um imóvel onde temos uma placa. Gostaríamos por isso de afirmar que este apartamento está arrendado há mais de seis meses, e apesar de termos lá uma placa para venda, não temos acesso ao mesmo, sendo por isso a total responsabilidade do presente arrendatário. A Era Ponte de Lima é inteiramente sensível à Causa Animal, estamos, por isso, a colaborar com as autoridades e esperamos que esta situação seja resolvida o mais breve possível”, lê-se no comunicado lançado pela imobiliária.

Entretanto a GNR de Ponte de Lima, através do SEPNA, confirmou o caso e adiantou que se deslocou ao local e intimou o proprietário do canídeo. Renata Cleide confirma a presença das autoridades.

“O que aconteceu na realidade foi que os donos pegaram na cadela e limparam o local onde ela estava. A cadela foi para outra varanda do apartamento. Já há uns meses que os vizinhos destas pessoas têm reparado que está cadelinha tem sempre a varanda suja, é lavada com pouca regularidade. O pior é a cadelinha não ter uma sombra para se proteger deste calor, nem água à disposição. Hoje dirigi-me ao apartamento, toquei três ou quatro vezes a campainha e ninguém respondia, consoante estava por baixo da varanda a cadelinha só chorava e arranhava as persianas”, lê-se no post colocado por Renata Cleide.

Entretanto o O MINHO confirmou que a cadela, e depois da pressão social, saiu do apartamento com os donos, desconhecendo-se o destino do canídeo.

Populares