Seguir o O MINHO

Ave

Cabeceiras de Basto volta a confinar

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

O Governo acabou de anunciar que o concelho de Cabeceiras de Basto vai recuar no desconfinamento. “Temos apenas um concelho que recua nas suas situações de desconfinamento, que é o concelho de Cabeceiras de Basto”, afirmou a ministra Mariana Vieira da Silva, salientado que “a maioria do país” avança.

Cabeceiras de Basto volta assim às regras de desconfinamento de 19 de abril. Só Paredes se encontra também nesta situação.

As regras que se aplicam nesta fase são as seguintes: permite-se a abertura de todas as lojas e centros comerciais;
restaurantes, cafés e pastelarias (com o máximo 4 pessoas por mesa no interior ou 6 por mesa em esplanadas), até às 22:30 nos dias de semana ou 13:00 nos fins-de-semana e feriados; cinemas, teatros, auditórios, salas de espetáculos; lojas de cidadão com atendimento presencial por marcação.

É autorizada a prática de modalidades desportivas de médio risco; atividade física ao ar livre até 6 pessoas; realização de eventos exteriores com diminuição de lotação (5 pessoas por 100m²); casamentos e batizados com 25% de lotação.

Haverá uma avaliação semanal, para averiguar se os concelhos cuja situação epidemiológica melhore podem avançar no desconfinamento.

Fonte: Governo de Portugal

A maioria do país permanece nas da última fase, de 01 de maio, onde se aplicam as seguintes regras: restaurantes e espetáculos podem funcionar até às 22:30; comércio em geral até às 21:00 nos dias de semana e até às 19:00 nos fins de semana e feriados; restaurante em centros comerciais até às 22:30 nos dias de semana e até às 19:00 nos fins de semana e feriados; restaurantes, cafés e pastelarias podem funcionar com a limitação condicionada a um máximo de seis pessoas por mesa no interior e dez pessoas por mesa nas esplanadas; a prática de todas as modalidades desportivas passa a estar permitida, bem como e para todas a atividade física ao ar livre; os ginásios podem funcionar com aulas de grupo, observando as regras de segurança e higiene; a lotação para casamentos e batizados passa a estar limitada a 50% do espaço.

Mariana Vieira da Silva anunciou, ainda, que quatro concelhos ficam onde estavam e, portanto, não podem avançar: Carregal de Sal, duas freguesias de Odemira, Paredes e Resende.

Outros quatro concelhos, que estavam atrasados no confinamento, podem avançar: Miranda do Douro, Portimão, Aljezur e Valongo.

Populares