Seguir o O MINHO

Alto Minho

Cabeça de lista do CDS por Viana propõe baixar IRC para 19%

Eleições legislativas

em

Joana Mendes (CDS) Foto: DR

A candidatura do CDS-PP às próximas eleições legislativas pelo círculo de Viana do Castelo, encabeçada por Joana Mendes, anunciou o seu compromisso eleitoral para o Alto Minho, onde é proposta a baixa do IRC.

Em comunicado enviado a O MINHO, o CDS refere que a agenda económica proposta pretende, entre outros, “fomentar o apoio a empreendedores, à qualificação profissional, que deverá ser adequada às necessidades do tecido empresarial da região, o reforço do cluster da economia do mar, o reforço do apoio à habituação, bem como a descida imediata da taxa de IRC para 19%, com regime de bonificação para empresas localizadas em territórios de baixa densidade”.

Joana Mendes apresenta propostas para cada um dos eixos estratégicos definidos pela candidatura para o desenvolvimento económico, social e sustentável do distrito: atratividade do território, saúde e ação social, mobilidade e acessibilidades, desenvolvimento rural e ambiente e descentralização e coesão territorial.

De acordo com a nota enviada, é defendida “uma maior proximidade”, e salienta-se que “o compromisso eleitoral da candidatura do CDS-PP está focado nas necessidades, mas também nas singularidades, dos 10 concelhos que fazem parte do distrito”.

Na saúde e ação social, o compromisso eleitoral apresenta medidas de apoio à natalidade, bem como às populações mais vulneráveis (como cidadãos em situação de extrema pobreza e idosos) e o reforço da rede de equipamentos de apoio à infância e da rede de unidades de cuidados de saúde primários, de cuidados continuados e paliativos.

No que à mobilidade e acessibilidades diz respeito, pretende-se o reforço das ligações rodoviárias transfronteiriças e a melhoria da rede de transportes públicos, com uma verdadeira intermodalidade entre sistemas de transporte.

Na área do desenvolvimento rural e ambiente, o compromisso local do CDS-PP centra-se particularmente no apoio aos produtores agrícolas e florestais e na promoção da floresta. A valorização dos recursos hídricos, do Parque Nacional da Peneda Gerês, das Áreas Protegidas e Classificadas e das frentes costeiras são outras das preocupações desta candidatura, a par da oposição à exploração de lítio na Serra d’Arga.

Finalmente, a candidatura do CDS-PP pelo Alto Minho pugna por uma maior descentralização da gestão e execução dos fundos estruturais europeus, nomeadamente PRR e Portugal 2030, e pelo correspondente reforço dos fundos financeiros, bem como por uma reforma eleitoral do sistema político que aproxime eleitores e eleitos.

As eleições legislativas estão marcadas para dia 30 de janeiro.

Populares