Seguir o O MINHO

Braga

Britalar deve 45 milhões

em

A Britalar – Sociedade de Construções, liderada por António Salvador, presidente do Sporting de Braga, deve 44,95 milhões de euros aos seus credores.

Entre os principais credores encontram-se o Novo Banco e o Montepio, sendo que o Novo Banco tem a receber 6,57 milhões de euros e o Montepio 5,18 milhões de euros.

De acordo com o DinheiroVivo, esta dívida foi criada no âmbito do processo especial de revitalização (PER), pedido pela construtora no início do mês de novembro.

A ser aprovado, este será o segundo PER da construtora.

“Há todas as condições para o PER ser aprovado. A empresa tem cumprido as suas obrigações com o Estado”, referiu fonte da empresa ao Dinheiro Vivo.

O primeiro PER foi aprovado em maio de 2014, depois de os bancos afirmarem que havia condições para o fundo Vallis integrar a empresa no Grupo Elevo. Contudo, tão situação acabou por não se concretizar.

“A compra estava subordinada a determinadas condições que não foram preenchidas”, justificou, segundo o Dinheiro Vivo, o fundo Vallis.

Com este segundo processo especial de revitalização, a empresa de António Salvador quer negociar novamente esta venda.

A empresa tenta, assim, pela segunda vez, contrariar as “sérias dificuldades” de “todas as empresas de construção civil” em Portugal”, afirma o Dinheiro Vivo, acrescentando que “O fundo, nos últimos anos, tem comprado várias empresas desta área do mercado em dificuldades, como a Edifer, a MonteAdriano e a Eusébios. Graças a estas aquisições já é um dos cinco maiores grupos construtores nacionais”.

A remodelação da Casa dos Bicos e a construção do Hotel Tryp são algumas das construções mais conhecidas do grupo Britalar, aos quais se junta também o trabalho de recolha e tratamento de resíduos urbanos.

Populares