Seguir o O MINHO

Braga

Braga vai descontinuar estrada nacional de acesso a Guimarães

Obras na zona do Picoto prometem ‘mini revolução’ no trânsito

em

Foto: O MINHO/Arquivo

A Câmara de Braga já tem o aval para tomar conta da estrada nacional junto ao Estádio 1.º de Maio. Os documentos ainda não estão assinados mas o presidente da autarquia revelou que o processo está finalizado. Com a tomada de posse daquele espaço, o executivo vai fechar o troço à circulação automóvel e no horizonte, está uma pequena revolução no trânsito naquela zona da cidade.

Representantes dos feirantes de Braga foram à reunião pedir a Ricardo Rio que colocasse a feira semanal no recinto do Altice Fórum. Os empresários estão “descontentes” com a atual situação que já terá levado dois terços a abandonar a feira.

Rio voltou a afirmar que a feira “não volta” para o Altice: “o actual espaço tem potencial. O único problema é mesmo o sopé do Monte Picoto onde vamos fazer obras que ainda não arrancaram porque um concorrente contestou o concurso”.

Depois de revelar que o troço entre a Capela de S. João e o Monte Picoto será da Câmara em breve, o autarca garantiu que “já estão a ser pensadas alternativas para o trânsito” naquilo que pode vir a ser uma ‘mini revolução rodoviária’.

Rio lembrou ainda que depois da reformulação de toda esta área e da envolvente das Camélias e do Altice, Braga “ficará com vários hectares de zona verde que podem ser usufruídos pela população”.

Artur Feio contestou a decisão da autarquia. O Vereador do PS vê com bons olhos o regresso ao espaço do Altice Fórum e acusou Ricardo Rio de “falta de respeito” para com os feirantes: “é escabroso pensar que há um Presidente de Câmara que considera positivo haver feirantes que fiquem em casa porque poupam dinheiro. Eles vivem disto e cada dia de trabalho a menos é menos dinheiro que têm”.

Lembrando as palavras de Hugo Soares, deputado do PSD, que considerou as condições atuais da feira como “terceiro-mundistas”, Artur Feio não “quer acreditar” que o troço da estrada nacional seja fechado “porque se o transito já assim é caótico quando estiver fechado nem quero imaginar”.

Populares