Seguir o O MINHO

Braga

Braga candidata a Cidade Criativa da UNESCO

em

Foto: CM Braga

O município de Braga lançou, esta segunda-feira, a iniciativa ‘Braga Media Arts’, no gnration, onde foram apresentados os pressupostos da candidatura a Cidade Criativa da UNESCO, bem como o site e as redes sociais.

Segundo Ricardo Rio, este título a que a cidade se propõe vem atestar a capacidade em ter um projecto “estruturado e continuado” nesta área específica.

“Braga tem tido, ao longo do tempo, a capacidade para conciliar esta ligação entre património e juventude, entre história e inovação, entre cultura e tecnologia. O ser Cidade Criativa da UNESCO no domínio das Media Arts não é um título meramente cultural, é transformacional em todas as dimensões da sociedade e fará com que Braga seja uma referência a nível internacional“, afirmou.

Para o autarca, a candidatura, que deverá ser submetida no início do mês de Junho, tem a capacidade de ligar os agentes culturais, Universidade do Minho, Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia, equipamentos públicos, Município e vários agentes de âmbito local e nacional. “Contamos com o contributo de todos neste projecto”, garantiu.

O site do ‘Braga Media Arts’ pode ser consultado em http://www.bragamediaarts.com. O projecto está também presente nas redes sociais, nomeadamente no Facebook (fb.com/BragaMediaArts/) e no Twitter (https://twitter.com/BragaMediaArts). Os projectos no âmbito das Media Arts podem ser submetidos através do email [email protected].

A Rede de Cidades Criativas da UNESCO (UCCN) foi criada em 2004 para fortalecer a cooperação entre cidades que consideram a criatividade um factor estratégico de desenvolvimento urbano sustentável com impacto social, cultural e económico.

Braga é candidata no domínio das Media Arts, onde já estão integradas nove cidades criativas: York (Reino Unido, 2014), Linz (Áustria, 2014), Enghien-Les-Bains (França, 2013), Lyon (França, 2008), Austin (EUA, 2015), Dakar (Senegal, 2014), Tel Aviv (Israel, 2014), Gwangju (Coreia do Sul, 2014) e Sapporo (Japão, 2013).

Populares