Seguir o O MINHO

Braga

Braga premeia o talento dos jovens criadores na área da moda

em

São sete os jovens criadores bracarenses que irão levar as suas peças de vestuário à gala final do concurso ‘Jovens Criadores’, no dia 17 de janeiro de 2016. O concurso, com o tema ‘Theatro Circo: 100 anos de História’ resulta de um desafio proposto pelo Município de Braga aos jovens criadores do concelho, com o objetivo de incentivar o espirito criativo e inovador na área da moda, nomeadamente no vestuário, calçado e joalharia.

Este projeto, que conta com o apoio da Associação Comercial de Braga (ACB), AIMinho, Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), e do movimento DishMob, apresenta-se como uma ‘rampa de lançamento’ para os jovens criadores bracarenses.

“Esta iniciativa pretende dar um impulso aos jovens do concelho de Braga, destacando e premiando as suas capacidades criativas e empreendedoras na área da moda”, referiu Eva Sousa, da Câmara Municipal de Braga, durante a apresentação da gala, que decorreu esta quarta-feira, no Theatro Circo.

Como explicou a responsável, o concurso destina-se a jovens naturais ou residentes no concelho de Braga, com idades compreendidas entre os 16 e os 35 anos, com ou sem formação de produção de moda. De 12 candidaturas a concurso, foram selecionadas sete para gala final.

“Este será o culminar de um esforço conjunto. Ao longo de alguns meses os jovens estiveram ligados a um plano de mentoria desenvolvido por várias entidades com o intuito de acrescentar valor às suas peças”, sublinhou Eva Sousa.

Esta foi uma iniciativa recebida de ‘braços abertos’ pelos parceiros. António Marques, presidente da Associação Industrial do Minho, valorizou a “excelência do projeto”, que vai permitir que apareçam novos intervenientes numa área que vive da “magia e criatividade” da juventude.

“Esta é uma excelente ideia que merece o aplauso ilimitado da AIMinho. Valorizamos muito esta iniciativa e predispomo-nos a apresentar as novas ideias destes criadores às nossas empresas que, apesar de serem tradicionais, têm um grau de inovação e criatividade muito elevado”.

Segundo António Marques, Braga, com as suas ideias e políticas que fomentam a participação e empreendedorismo jovem, está a tornar-se num exemplo a vários níveis.

“A Câmara Municipal de Braga está a demonstrar que a liberdade, a cidadania e a afirmação empresarial requerem que tenhamos uma ‘banda larga’ de ideias livres. Só há criatividade e inovação se houver liberdade e valores referentes à economia de mercado. Assim, à semelhança do que acontece no Município de Braga, que percebe e executa bem estes conceitos, espero que o país e a Europa também entendam que este é o caminho a seguir”, afirmou.

Por seu turno, Carla Simões, uma das participantes neste concurso, agradeceu a oportunidade de puder demonstrar sua criatividade, numa área onde espera fazer carreira.

“O Município de Braga está a dar um passo muito importante na valorização dos seus jovens criadores. Muitos de nós já fazemos peças há algum tempo e aqui podemos mostrar todas as nossas capacidades”, sublinhou.

A apresentação da gala ‘Jovens Criadores’ contou também com a presença de Manuel Barros, diretor regional do Norte do IPDJ, de Daniel Vilaça, da ACB e de Paula Carvalho do movimento DishMob.

Na gala, haverá um júri nomeado pelo Município que irá escolher os vencedores. Para além de um prémio monetário, no valor de 500€, 300€ e 250€, atribuído aos três primeiros classificados, respetivamente, as peças serão expostas ao público num espaço cedido pelo Liberdade Street Fashion.

Populares