Seguir o O MINHO

Futebol

Braga perde na Dinamarca e adia decisão sobre a continuidade na Liga Europa

Liga Europa

em

Foto: SC Braga / Twitter

Um golo de grande penalidade marcado já nos ‘descontos’ castigou hoje um ‘cinzento’ Braga com a derrota por 3-2 na visita ao Midtjylland, complicando o apuramento para a fase a eliminar da Liga Europa de futebol.

Com uma entrada desastrada em cada uma das partes, os bracarenses viram-se a perder logo aos dois minutos, com um golo de Sviatchenko, tendo empatado por Ricardo Horta perto do intervalo, aos 43.

Contudo, a abrir a segunda metade, Isaksen voltou a pôr a equipa da casa em vantagem, aos 48 minutos, que Galeno anulou aos 85, igualdade que o Sporting de Braga não conseguiu segurar porque Evander, de penálti, a castigar uma falta escusada de Diogo Leite, deu a vitória ao Midtjylland (90+3), que fez por a merecer.

Os minhotos partiram para o jogo na Dinamarca na frente do grupo F, com nove pontos, mas terminam na segunda posição, atrás do Estrela Vermelha (10), que bateu o Ludogorets (1-0) e tem agora a ameaça do Midtjylland (apenas menos um ponto), pelo que só a vitória na sexta e última jornada, diante dos sérvios, em casa, lhes interessa.

Sem Matheus e Al Musrati, Carlos Carvalhal apostou em Tiago Sá na baliza e Lucas Mineiro no meio-campo diante dos líderes do campeonato dinamarquês, mas o Sporting de Braga entrou praticamente a perder com um golo sofrido ainda antes de estarem cumpridos dois minutos de jogo.

Após um lançamento lateral, Dalsgaard desviou ao primeiro poste, Diogo Leite não conseguiu o corte e Sviatchenko aproveitou para desviar para a baliza.

A equipa minhota sentiu muitas dificuldades para ligar o seu jogo, fruto da pressão do adversário, mas também da lentidão de processos da maior parte dos seus jogadores.

A primeira parte foi muito disputada a meio-campo e sem lances de real perigo junto das balizas, pelo que foi da inspiração de Iuri Medeiros – com um grande passe e mais uma assistência – e de Ricardo Horta, com um remate cruzado já bem dentro da área, que saiu o empate dos bracarenses, já perto do intervalo (43).

Era suposto que o golo do melhor marcador de sempre do Braga nas competições europeias desse mais clarividência à equipa orientada por Carlos Carvalhal, mas, tal como na primeira parte, permitiu que o Midtjylland marcasse logo a abrir a segunda (48).

Isaksen aproveitou a assistência, de cabeça, de Andersson, e a passividade dos três centrais para, também de cabeça, na pequena área, fazer o 2-1.

Galeno respondeu no minuto seguinte com um remate a ‘beijar’ a barra, mas pertenceu ao Midtjylland uma ocasião bem mais clara para dilatar a vantagem, mas Isaksen, após mau atraso de Yan Couto e de ter tirado do caminho Bruno Rodrigues e Tiago Sá, ‘disparou’ à trave (68).

Carlos Carvalhal já tinha lançado Chiquinho e, aos 72 minutos, fez uma tripla substituição, com Moura, Abel Ruiz e Mario González, mas foi Galeno, num remate espetacular em arco, espécie de imagem de marca do jogador brasileiro, a marcar (85).

Quando se esperava que o empate fosse um mal menor para o que foi a exibição bracarense, num último forcing, o Midtjylland pôs a bola na área minhota e Diogo Leite foi imprudente ao carregar Lind – Evander converteu o penálti e carimbou a vitória dos dinamarqueses (90+3).

Ficha de Jogo

O Midtjylland venceu hoje o SC Braga, por 3-2, em jogo da quinta jornada do grupo F da Liga Europa de futebol, disputado em Herning, Dinamarca.

Arena Herning.

Midtjylland – Sporting de Braga, 3-2.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

1-0, Erik Sviatchenko, 02 minutos.

1-1, Ricardo Horta, 43.

2-1, Gustav Isaksen, 48.

2-2, Galeno, 85.

3-2, Evander, 90+2 (grande penalidade).

Equipas:

– Midtjylland: Jonas Lossl, Henrik Dalsgaard, Erik Sviatchenko, Juninho, Joel Andersson, Raphael Oneydika (Jens-Lys Cajuste, 88), Evander, Paulinho (Charles, 72), Gustav Isaksen, Pione Sisto (Victor Lind, 88) e Júnior Brumado (Nicolas Dyhr, 72).

(Suplentes: Elias Olafsson, Dion Cools, Oliver Sorensen, Charles, Marrony, Jens-Lys Cajuste, Nicolas Dyhr, Mads Hansen, Victor Lind, Oscar Fraulo e Aral Simsir)

Treinador: Bo Henriksen.

– SC Braga: Tiago Sá, Paulo Oliveira, Bruno Rodrigues (Moura, 72), Diogo Leite, Yan Couto, Castro (Chiquinho, 57), Lucas Mineiro, Galeno, Iuri Medeiros (Abel Ruiz, 72), Ricardo Horta e Vítor Oliveira (Mario González, 72).

(Suplentes: Lucas Hornicek, Fabiano, Moura, Raul Silva, Gorby, André Horta, Piazon, Chiquinho, Roger Fernandes, Rodrigo Gomes, Abel Ruiz e Mario González).

Treinador: Carlos Carvalhal.

Árbitro: Matej Jug (Eslovénia).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Castro (21), Gustav Isaksen (52), Raphael Oneydika (64), Moura (80), Andersson (83), Galeno (86), Evander (90+3).

Populares