Seguir o O MINHO

Braga

Braga: Nega cigarro junto aos bares da UMinho e acaba esfaqueado

Tribunal julga rixa

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Pegaram-se de razões, em 2018, na Rua Nova de Santa Cruz, em São Vítor, Braga, por causa de um cigarro. Por isso, discutiram e acabaram à facada. O Tribunal de Braga vai julgar dois homens, de 24 e 22 anos, ambos da cidade, um por homicídio na forma tentada e ofensa à integridade física qualificada e outro por ofensa à integridade, mas na forma simples.

A acusação diz que, os crimes terão ocorrido a 18 de novembro de 2018, pelas 03:15, naquela artéria, situada não muito longe da zona de bares da envolvente da Universidade do Minho. A acusação diz que o arguido Hélder Gomes, que estava no meio de um grupo com 15 outros jovens, pediu um cigarro a um outro, Francisco Passos, o que este recusou. Por isso, empurrou-o e o outro retorquiu, começando a rixa… Vendo que andavam à pancada, o segundo arguido, Ricardo Costa deu um murro no nariz do Hélder, ao que este respondeu do mesmo modo, dando-lhe um murro na cara que o atirou ao chão.

Aí, o Hélder pegou numa navalha de ponta e mola e apontou-a aos outros dois: “Vocês não me conhecem, tenho uma faca! Eu sou o Hélder Gomes, tenho uma naifa e vou-vos matar a todos!”.

Seguiu, então, por um túnel que dá para a rua dos Peões, no que foi seguido, por um outro jovem, de nome Tiago Rodrigues. O Hélder virou-se, então, e deu-lhe duas facadas numa perna. O Tiago tentou dar-lhe um pontapé com um salto no ar, acabando por cair e levar uma facada no tórax. Que lhe custou 17 dias de internamento hospitalar. A rixa acabou com o Ricardo a tentar tirar a faca ao Hélder, o que lhe valeu dois golpes, um em cada braço.

Populares