Seguir o O MINHO

Braga

Braga instala sistema inovador de monitorização da qualidade ambiental

em

O Município de Braga, em parceria com o Grupo dst, apresentou esta terça-feira, 30 de maio, uma solução inovadora de monitorização de qualidade ambiental para controlar as águas fluviais, a atmosfera e a intensidade sonora.

O projecto consistiu na colocação de nove sensores no perímetro urbano da Cidade, que permitem monitorizar de forma contínua, autónoma e em tempo real as condições ambientais, facilitando a detecção de problemas de degradação do meio ambiente assim como uma rápida intervenção, em caso de necessidade. Para além do impacto na qualidade de vida da população, esta solução apresenta-se como um factor de dissuasão de comportamentos ambientalmente menos responsáveis, assinada a autarquia, em nota enviada às redações.

Ricardo Rio. DR

Para o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, este projecto um conjunto de compromissos fundamentais assumidos pelo actual executivo municipal, desde logo a valorização do meio ambiente e a criação de uma cidade inteligente.

“Queremos ser um espaço de inovação, não apenas do ponto de vista das políticas públicas mas, sobretudo, de criação de condições para que a acção municipal seja um laboratório vivo do conhecimento, do empreendedorismo e dos negócios que são gerados em Braga”, sustentou o Edil, sublinhando o pioneirismo deste projecto que poderá ser replicado noutros concelhos do País.

Os nove sensores ficam localizados na Rua Cidade do Porto, na Avenida Frei Bartolomeu dos Mártires, Avenida General Carrilho da Silva Pinto, Rua Frei Caetano Brandão, Rua Conselheiro Januário, Avenida Padre Júlio fragata, Rua Max. Grundig e Rua Padre Armando Lira. Segundo Ricardo Rio, o objectivo passa por aumentar o número de sensores existentes e a diversidade de informação ambiental.

DR

Esta solução de monitorização, desenvolvida pela Innovation Point, empresa de investigação e desenvolvimento do Grupo dst, implicou a instalação de uma rede de comunicação instalada no Monte Picoto que interliga a uma rede de sensores, garantindo uma elevada cobertura e um consumo energético muito reduzido.

As sondas que controlam a qualidade da água, do ar e da intensidade sonora fornecem informação actualizada o que permite traçar padrões e detectar as causas que mais contribuem para a poluição.

A qualidade do ar será monitorizada tendo em conta diversos parâmetros, nomeadamente os níveis de monóxido de carbono, dióxido de nitrogénio e ozono. Já as sondas que controlam os índices de intensidade sonora fornecerão elementos sobre os períodos de maior poluição ao longo do dia.

No que se refere à vigilância da qualidade da água, esta será realizada através da leitura de vários parâmetros qualitativos, entre os quais o ph, a condutividade, o oxigénio dissolvido, o potencial de redução e a temperatura. As sondas de qualidade da água do rio Este, instaladas entre Gualtar e Ferreiros, foram desenvolvidas especificamente para este projecto e caracterizam-se por serem auto-suficientes energeticamente.

Este projecto conjuga várias competências internas das empresas do grupo dst, nomeadamente ao nível do desenvolvimento de soluções de sensorização e monitorização (innovationpoint), engenharia civil e gestão ambiental (dst, s.a.), sistemas de comunicação (dstelecom), instalação (dte, i.e). Esta intervenção global e complementar permite uma abordagem diferenciadora às cidades inteligentes, acelerando a integração de soluções e diminuindo o risco da sua implementação.

José Teixeira, presidente do Conselho de Administração do grupo dst, considera que “apesar da integração de várias tecnologias avançadas nesta solução, o seu desenho tem sido fundamentalmente inspirado pela utilidade para as pessoas e pela simplicidade da sua utilização”.

Anúncio

Braga

Adormece com panela ao lume, provoca incêndio e é salvo pelos vizinhos em Braga

São Victor

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Um incêndio urbano deflagrou na cozinha de uma habitação situada no primeiro andar do prédio número 203, na Rua de Baixo, em São Víctor, cidade de Braga.

Ao que apurou O MINHO no local, o proprietário terá adormecido com uma panela ao lume, provocando o incêndio. Foram os vizinhos que deram o alerta para os bombeiros e retiraram o homem de dentro do apartamento.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

No teatro de operações estiveram oito elementos da Companhia de Bombeiros Sapadores de Braga, apoiados por uma viatura de combate e incêndios urbanos e uma autoescada.

Os operacionais ventilaram o apartamento, de forma a extrair o fumo intenso que se alastrou.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

O alerta foi dado às 15h58.

Continuar a ler

Braga

Mais de 12 mil esgotaram concerto de Bryan Adams em Braga

Auditório do Altice FORUM

em

Foto: Facebook de João Rodrigues

Mais de 12 mil pessoas participaram no concerto que o músico internacional Bryan Adams deu, na noite de sábado, em Braga.

O pavilhão de espetáculos do Altice FORUM Braga esgotou para o autor de hits como “Summer of 69” ou “Please, Forgive Me”, como deu conta o vereador de espaços públicos, João Rodrigues.

Depois do concerto de estreia, com 30 Seconds to Mars, e de outras atuações importantes, como MC Kevinho, o grande auditório voltou a encher-se de acordes e dança durante o serão.

 

Este foi o segundo concerto de Bryan Adams em dois dias, em Portugal, depois de também ter esgotado a MEO Arena, em Lisboa, na sexta-feira.

Continuar a ler

Braga

Braga recebe curso para tripulantes de cabine com mais de 90% de empregabilidade

Na Universidade Católica

em

Foto: Divulgação / OMNI

A cidade de Braga volta a receber uma formação para tripulantes de cabine, desta feita com organização da Omni Aviation Training Center, do grupo de aviação OMNI, foi recentemente anunciado.

A formação, direcionada a jovens, decorrerá nas instalações da Universidade Católica de Braga e conta com apoio da autarquia local.

Este será o primeiro curso ministrado em Braga por parte daquela empresa, que já formou cerca de 2.200 tripulantes.

A formação terá início a 27 de janeiro de 2020 e decorre, ao longo de quarto semanas, de segunda a sexta-feira, entre as 09:00 e as 18:00.

Este curso inclui três dias de formação no arquipélago dos Açores.

O grupo refere que 92,5% dos formandos “estão a voar ao serviço das diversas companhias aéreas mundiais”.

Os interessados poderão saber mais sobre este curso no site da empresa.

Continuar a ler

Populares