Seguir o O MINHO

Futebol

SC Braga goleado em casa pelo Paris Saint-Germain na Liga dos Campeões feminina

16 avos de final da Liga dos Campeões feminina

em

Foto: Twitter PSG Féminines

O Paris Saint-Germain goleou hoje o Sporting Clube (SC) de Braga por 7-0, no reduto das minhotas, e garantiu praticamente a passagem aos oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol feminino.

Katoto foi a figura do jogo, com um ‘hat-trick’ (07, de grande penalidade, 32 e 61 minutos), Formiga fez o terceiro golo das francesas, aos 41, Diani o quarto, aos 47, e, já em período de descontos, Huitema ‘bisou’ (90+3 e 90+5), materializando uma vitória muito pesada, mas natural, da equipa mais forte.

A segunda mão dos 16 avos de final é dentro de duas semanas, em Paris, mas será apenas uma obrigatoriedade para as minhotas, tal é a diferença entre as duas equipas.

O PSG marcou sete e podia ter marcado mais quatro ou cinco, enquanto o Braga, que perdeu a Supertaça, no domingo, com o Benfica (1-0) e, na segunda-feira, vai a Alcochete defrontar o Sporting na primeira jornada do campeonato, não criou um único lance de real perigo junto da baliza das francesas.

A única vez que a guardiã contrária teve de intervir foi para anular um cruzamento do lado esquerdo do ataque das bracarenses (20 minutos), o que espelha bem as grandes dificuldades sentidas pela equipa de Miguel Santos.

O PSG inaugurou cedo o marcador, de grande penalidade, por Katoto, que puniu uma falta de Diana Gomes sobre Diani (07 minutos).

Aos 32 minutos, Katoto ‘bisou’, após tirar Diana Gomes do caminho, e na sequência de muitas facilidades da defesa bracarense, e, aos 41, a experiente brasileira Formiga aumentou a vantagem, após um livre cobrado por Dabritz.

A segunda parte abriu praticamente com o quarto golo, por Diani (47 minutos), com Katoto a fazer o quinto, e terceiro pessoal, num bom cabeceamento após cruzamento da direita (61) e, já nos descontos, Huitema completou a goleada com mais dois golos.

Declarações dos Treinadores

– Miguel Santos (treinador do Sporting de Braga): “Quando preparamos os jogos, é para ganhar, não esperamos perder, mas já tínhamos dito que o PSG tinha mais pontos fortes do que fracos e não conseguimos explorar esses pontos mais fracos.

Também há mérito do PSG, uma equipa que foi montada para tentar acabar com a hegemonia do Lyon em França e na Liga dos Campeões, tem um plantel vasto e riquíssimo.

Tentámos contrariar isso e estou muito orgulhoso das jogadoras, que foram sérias, deram tudo. Não tenho nada a apontar, o resultado foi pesado demais, não merecíamos, mas é futebol e também serve de aprendizagem, mas não é isso que belisca em nada a nossa campanha europeia.

Quero ver quem, nos próximos anos, vai fazer sete jogos europeus – nós fizemos cinco.

Apesar da derrota por números pesados, o público voltou a estar com a equipa. Fiquei muito sensibilizado com o apoio dos sócios e adeptos, isso dá-nos força e motiva a equipa. Segunda-feira, vamos começar outra competição, a I Liga, que já é a nossa realidade.

(O que fazer na segunda mão, em Paris, para ser mais equilibrada?) Se já estava difícil, agora está extremamente difícil. Quando formos a Paris, vamos com menos carga de jogos, isso pode ser positivo.

Espero que possamos ser melhores na fase de construção e mais perigosos e objetivos no ataque e, eventualmente, fazer golo. Em Paris, volta a estar 0-0, vamos fazer o melhor possível para dignificar o Sporting de Braga e o futebol português”.

– Olivier Echoufani (treinador do Paris Saint-Germain): “Estamos muito satisfeitos pela vitória, mas, na Liga dos Campeões, não podemos subestimar os nossos adversários.

Marcámos muito rapidamente, mas tivemos algumas dificuldades em marcar o segundo golo, porque o Braga criou-nos algumas dificuldades em contra-ataques, mas, globalmente, estou satisfeito com este nosso primeiro jogo.

Fico muito contente por ter sido o recorde de assistência nos jogos do Braga no futebol feminino, esteve um grande ambiente e fico feliz por isso.

O Braga deu tudo, foi muito sério e, para primeira participação na Liga dos Campeões, esteve muito bem”.

Ficha de Jogo

Estádio Municipal de Braga.

SC Braga – Paris Saint-Germain, 0-7.

Ao intervalo: 0-3.

Marcadores:

0-1, Marie-Antoinette Katoto, 07 minutos (grande penalidade).

0-2, Marie-Antoinette Katoto, 32.

0-3, Formiga, 41.

0-4, Kadidiatou Diani, 47.

0-5, Marie-Antoinette Katoto, 61.

0-6, Jordyn Huitema, 90+3.

0-7, Jordyn Huitema, 90+5.

Equipas:

– Sporting de Braga: Rute Costa, Rayanne Machado, Diana Gomes (Francisca Cardoso, 46), Maria Inês, Ágata Pimenta, Denali Murnan (Regina Pereira, 82), Vanessa Marques, Dolores Silva, Chinaza Uchendu (Farida Machia, 59), Folashade Pratt e Hannah Keane.

(Suplentes: Marie Hourihan, Bárbara Azevedo, Laura Luís, Francisca Cardoso, Regina Pereira, Sara Brasil e Farida Machia).

Treinador: Miguel Santos.

– Paris Saint-Germain: Christiane Endler, Ashley Lawrence, Alana Cook, Irene Paredes, Perle Morroni, Formiga, Grace Geyoro (Jordyn Huitema, 62), Sara Dabritz, Kadidiatou Diani (Nadia Nadim, 72), Karina Saevik e Marie-Antoinette Katoto (Sandy Baltimore, 61).

(Suplentes: Katarzyna Kiedrzynek, Hanna Glas, Paulina Dudek, Aminata Diallo, Nadia Nadim, Sandy Baltimore e Jordyn Huitema).

Treinador: Olivier Echoufani.

Árbitro: Lina Lehtovaara (Finlândia).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Perle Morroni (45), Denali Murnan (75).

Assistência: 5.850 espetadores.

EM FOCO

Populares