Seguir o O MINHO

Futebol

Braga empata em Vila do Conde

I Liga

em

O SC Braga empatou hoje 0-0 no estádio do Rio Ave, em jogo da 27.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, e desperdiçou a oportunidade de igualar o Benfica no terceiro lugar da prova.

As duas equipas foram incapazes de desfazer o ‘nulo’, o que impede os minhotos de aproveitarem melhor a derrota por 2-1 sofrida pelo Benfica horas antes, na receção ao Gil Vicente, e apanhar os ‘encarnados’ no terceiro lugar, o último que pode dar acesso à Liga dos Campeões da próxima época.

Os bracarenses até desenharam as melhores oportunidades do encontro, mas não disfarçaram alguma ansiedade na altura da finalização, debatendo-se também com a inspiração do guarda-redes do Rio Ave Kieszek.

Com este resultado, os ‘arsenalistas’, que somaram o segundo empate consecutivo, desperdiçaram a oportunidade de igualarem o Benfica no terceiro lugar do campeonato, depois de os ‘encarnados’ terem hoje perdido por 2-1 frente ao Gil Vicente, mantendo-se no quarto posto, agora com 55 pontos, a dois das ‘águias’.

Já o Rio Ave, que hoje não teve o técnico Miguel Cardoso no banco de suplentes, devido a castigo, somou o quinto jogo consecutivo sem vencer, mas, ainda assim, acrescentou um ponto importante na sua luta pela manutenção, somando agora 29, que lhe conferem o 12.º posto.

Os vila-condense até sentiram cedo as dificuldades causadas por um adversário que forçou uma entrada mais agressiva na partida e tentaram sacudir os ímpetos contrários com uma aposta na coesão defensiva.

O relativo equilíbrio perdurou nos 20 minutos iniciais, altura em que os minhotos conseguiram aproveitar uma escorregadela de central Santos para colocarem Fransérgio, em posição privilegiada de remate, mas com Kieszek a mostrar-se à altura, com uma das defesas da noite.

Sentindo a ameaça, o Rio Ave tentou responder num lance de bola parada, com Carlos Mané a rematar ao lado, mas não demorou para que a ação se voltasse a centrar na área dos donos do terreno, num lance de insistência do Braga, em que Galeno e Ricardo Horta voltaram a obrigar o guarda-redes polaco a defesas apertadas.

A melhor resposta dos vila-condenses nesta etapa inicial surgiu já em cima do intervalo, numa recuperação de bola, que permitiu a Gelson Dala isolar-se e a atirar para uma grande defesa do guardião Matheus, tendo, na recarga, Francisco Geraldes, com a baliza à mercê, rematado ao lado, fazendo prevalecer o ‘nulo’.

Os dois conjuntos regressaram motivados para etapa complementar, propiciando um reatamento de ‘rotações’ elevadas, em que o Sporting de Braga tomou, de novo, a iniciativa para forçar a sua presença ofensiva.

O Rio Ave foi segurando o ‘nulo’, e, sempre que pôde, aproveitou o espaço para tentar encaixar os seus contragolpes, mas com o avançar do ‘cronómetro’, percebeu que o empate não seria um mau resultado para as suas ambições.

Do outro lado, Carlos Carvalhal tentou forçar a presença área contrária com as entradas, de uma só vez, de Gaitán, Piazón e Soprar, e chegou mesmo a rondar o golo, mas faltava clarividência na finalização.

Sentido o perigo a crescer, e já depois de ter ficado sem Gelson Dala, expulso com indicação do vídeoárbitro (VAR), após entrada sobre Zé Carlos, o Rio Ave fortificou a sua linha defensiva, numa barreira fixa com seis homens, que teve sucesso em travar as investidas bracarense, segurando o 0-0 final.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio do Rio Ave FC, em Vila do Conde.

Rio Ave – SC Braga, 0-0.

Equipas:

– Rio Ave: Kieszek, Ivo Pinto, Borevkovic, Santos, Pedro Amaral, Tarantini, Filipe Augusto, Guga (Anderson, 90+3), Francisco Geraldes (Costinha, 88), Carlos Mané (Nélson Monte, 84) e Gelson Dala.

(Suplentes: Magrão, Nélson Monte, Júnior Brandão, Anderson, Fábio Coentrão, Ronan, Costinha, Meshino e Leandro).

Treinador: Miguel Cardoso.

– SC Braga: Matheus, Zé Carlos, Tormena, Rolando, Sequeira (Borja, 87), João Novais (André Horta, 87), Fransérgio, Castro (Lucas Piázon, 70), Galeno, Ricardo Horta (Nico Gaitán, 70) e Abel Ruiz (Soprar, 70).

(Suplentes: Tiago Sá, Al Musrati, Nico Gaitán, Lucas Piazón, André Horta, Soprar, Borja, Raúl Silva e Bruno Rodrigues).

Treinador: Carlos Carvalhal.

Árbitro: Nuno Almeida (AF Algarve).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Sequeira (30), Filipe Augusto (35), Pedro Amaral (41), Santos (61), Zé Carlos (69). Cartão vermelho direto para Gelson Dala (80).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

Populares