Seguir o O MINHO

Braga

Braga: ‘Compraram’ 70 carros gama média/alta pela internet e não pagaram nenhum

Burla de dois milhões de euros

em

Foto: DR / Arquivo

Os oito arguidos condenados em abril de 2018 no Tribunal Coletivo de Braga a penas de prisão efetivas, por usarem cheques furtados e assinaturas falsificadas, para enganarem pessoas que punham o carro à venda na internet, recorreram para o Tribunal Constitucional, após o da Relação de Guimarães ter confirmado o acórdão da primeira instância.

O processo envolvia outros 35 arguidos, seis dos quais foram absolvidos e os restantes a penas iguais ou inferiores a cinco anos, que ficaram com a execução suspensa.

Sem pagar

O Tribunal deu como provado que ficavam com os veículos sem os pagar, através de um esquema que partiu de sites de venda na internet, nomeadamente o OLX, Stand Virtual e Custo Justo.

As maiores penas foram para dois arguidos da família Catamba, oriunda do Alentejo, tidos como os cabecilhas do esquema, e que apanharam, respetivamente, 12 e oito anos e dez meses de prisão

As outras penas de prisão efetiva variam entre os oito anos e 10 meses e os cinco anos e três meses.

A alegada burla, atingiu mais de dois milhões de euros. Valor obtido na compra de 70 carros na internet.

De acordo com a acusação, os arguidos abordavam telefonicamente as vítimas, depois de terem visto a foto da viatura nos sites OLX, Stand Virtual e Custo Justo. Que nada têm a ver com os crimes.

O Ministério Público acusou-os dos crimes de associação criminosa, burla qualificada, falsificação de documentos, recetação, posse de arma proibida e condução sem carta.

O esquema partiu do núcleo duro do gangue, cinco arguidos todos familiares entre si, de Braga, mais tarde alargado a outros familiares e amigos, de Gaia, Porto, Guimarães, Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Santarém, Abrantes e Rio Maior.

Gama média e alta

Dedicavam-se a carros de gama média e alta, com valores que iam dos 12 aos 85 mil euros.

O MP concluiu que a rede recorria a um casal com aparência normal, que contactava o vendedor e aparecia, depois, para comprar.

A burla era consumada, de preferência, a uma sexta-feira já que os bancos fecham ao fim de semana.

E a operação era feita ou com depósito de um cheque ou com transferência bancária. Em ambos os casos sem que houvesse dinheiro.

Braga

Dona de pastelaria em Braga desespera com confinamento: “Vender pão não chega”

A proprietária da pastelaria Quinta do Carmo, em Merelim S. Paio, concelho de Braga, lançou um vídeo, no início desta semana, nas redes sociais onde manifesta desespero com o novo confinamento, dizendo que “para vender pão, mais vale a pena fechar”. Deixa ainda críticas às filas de voto no Altice Forum, do passado domingo. Imagens: Redes sociais

A proprietária da pastelaria Quinta do Carmo, em Merelim S. Paio, concelho de Braga, lançou um vídeo, no início desta semana, nas redes sociais onde manifesta desespero com o novo confinamento, dizendo que “para vender pão, mais vale a pena fechar”. Deixa ainda críticas às filas de voto no Altice Forum, do passado domingo. Imagens: Redes sociais

Continuar a ler

Braga

Juiz manda prender ‘Jojó’, assaltante que tem ‘semeado’ pânico em Braga

Crime

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO / Arquivo

É conhecido por ‘Jojó’ e andava a ‘semear’ pânico em Braga através de assaltos a carros, moradias e estabelecimentos comerciais. O périplo do assaltante durava há várias semanas mas a eficácia de agentes da PSP de Braga pôs um fim ao ‘divertimento’ do larápio.

Durante esta madrugada, cerca das 02:35, o suspeito de 37 anos foi apanhado na freguesia de Nogueira quando assaltava o café Sereia do Minho, na Rua Cruzeiro Garcia Pires. Os agentes interceptaram ‘Jojó’ em flagrante com várias bebidas espirituosas furtadas do mesmo estabelecimento, que tinha as portas arrombadas.

“Aquando da abordagem, o detido tinha na sua posse garrafas de bebidas espirituosas, que havia furtado do interior do estabelecimento comercial, situado na Rua Cruzeiro Garcia Pires, nesta cidade de Braga”, avançou hoje o comando distrital da PSP em Braga.

Apanhado com bebidas espirituosas roubadas em estabelecimento de Braga

 

Hoje, presente ao juiz do Tribunal de Braga, foi-lhe decretada a medida de coação mais gravosa – prisão preventiva -, ficando agora a aguardar julgamento num estabelecimento prisional.

‘Jojó’ estava já referenciado pelas autoridades por vários delitos do género. Ao que apurámos, o agora detido preventivamente foi várias vezes apanhado a tentar assaltar viaturas na freguesia de Nogueira, sendo surpreendido pelos proprietários.

Muitos deles não apresentaram queixa, mas outros sim, existindo várias acusações que o apontam como sendo culpado dos furtos.

Continuar a ler

Braga

Amares promove recolha de bens para os mais desfavorecidos

Ação social

Foto: Divulgação / CM Amares

Os Serviços de Ação Social do Município de Amares estão a levar a cabo uma campanha de doação de bens para famílias mais desfavorecidas, “depois de identificadas algumas necessidades por parte de alguns agregados familiares”, anunciou hoje a autarquia.

Em comunicado enviado à Lusa, aquela autarquia lança o “repto” a todos para que “partilhem aquilo que não lhes faz falta em casa e, particularmente, aos empresários que podem contribuir com material de construção, entre outros”.

O texto salienta que “mobiliário, roupa de cama, utensílios, eletrodomésticos e materiais de construção são alguns dos bens que se podem doar e que podem fazer a diferença na vida de algumas famílias” do concelho.

A ação está a ser feita em articulação com os parceiros da rede social do concelho.

Continuar a ler

Populares