Seguir o O MINHO

Região

Braga com incidência de 121. Paredes de Coura, Famalicão e Fafe com as taxas mais altas

Atualização da DGS

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO / Arquivo

Braga registou uma ligeiríssima descida da incidência: de 127 para 121 casos por 100 mil habitantes, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde desta sexta-feira. Assim, e como foi ontem anunciado, a capital do Minho continua como concelho de risco elevado, não avança no desconfinamento e, a partir desta sexta-feira, tem recolher obrigatório das 23:00 às 05:00.

Na mesma situação encontra-se Paredes de Coura, que viu a incidência aumentar significativamente outra vez – de 246 para 319.

Famalicão, que está em situação de alerta, correndo o risco de recuar no desconfinamento na próxima avaliação, está agora com uma incidência de 123.

Também Fafe continua a registar uma subida acentuada da incidência – de 102 para 155 – mas como é território de baixa densidade o limite de risco considerado é de 240 casos por 100 mil habitantes.

Segundo o boletim, referente ao período entre 17 a 30 de junho, no distrito de Braga, foram registadas descidas – ligeiras – em Braga, Barcelos, Amares e Esposende. Celorico de Basto manteve-se igual e os restantes municípios subiram, com destaque para Cabeceiras de Basto que na semana passada estava a zero e agora tem 32.

As taxas no distrito de Braga são as seguintes: Braga (121 por 100 mil habitantes), Guimarães (68), Barcelos (78), Famalicão (123), Vila Verde (96), Amares (6), Póvoa de Lanhoso (23), Vieira do Minho (42), Fafe (155), Esposende (76), Vizela (50), Celorico de Basto (16), Terras de Bouro (32) e Cabeceiras de Basto (32).

Já no distrito de Viana do Castelo, destaque para a subida acentuada de Paredes de Coura, que passou de 246 para 319. Além de Paredes de Coura, a incidência subiu – mais ligeiramente – em Viana do Castelo, Caminha, Ponte da Barca, Melgaço, Ponte de Lima e Valença, esta última estava a zero na semana passada. Monção mantém-se e a incidência desce em Arcos de Valdevez e Cerveira, que está agora com incidência nula.

No distrito de Viana registam-se as seguintes taxas de incidência por 100 mil habitantes: Viana do Castelo (49), Cerveira (0), Caminha (32), Ponte da Barca (54), Monção (11), Arcos de Valdevez (5), Melgaço (25), Paredes de Coura (319), Ponte de Lima (44) e Valença (15).

Populares